E o Carnaval de Gravatá vai virando “GUERRA DE LIMINAR” na Justiça

ENQUANTO ELES BRIGAM NÓS BRINCAMOS!

ELES SÓ PENSAM EM VOTOS E NÓS SÓ QUEREMOS NOS DIVERTIR!

SÃO DOIS BLOCOS, DUAS ATRAÇÕES FORTÍSSIMAS NA MESMA NOITE, CONTRARIANDO ATÉ A LEI DA FÍSICA DE NEWTON QUE DOIS CORPOS ESTRANHOS NÃO PODEM OCUPAR UM MESMO ESPAÇO NUM MESMO MOMENTO.

ELES VÃO FICAR LOUCOS POR BRIGAR.

E NÓS VAMOS FICAR MALUCOS DE BRINCAR.

O bloco liderado por Prequé e Rafael,  o kÍ língua é Essa, entrou com uma liminar na Justiça para poder desfilar com três trios elétricos e a banda baiana Marreta é Massa, saindo da frente da Escola Cleto Campelo na Avenida Agamenon Magalhães!

O bloco Esquenta Gravatá liderado por Bruno Martiniano e Fernando Resende entrou com uma liminar na Justiça pedindo para o Kí Língua é Essa comece a desfilar à partir das 19 horas, para dar tempo de um ir na frente e o outro atrás sem maiores problemas, com um monte de trios elétricos. Patusco de Olinda e Cia do Calypso.

E quem é o melhor?  Kí Língua é Essa ou Esquenta?

A Policia foi convocada para manter a ordem e fazer cumprir as liminares concedidas pela Justiça de Gravatá.

Nas redes sociais de relacionamento da Internet, especialmente o facebook, vem sendo observado, pelas opiniões postadas uma certa apreensão da população por possíveis confrontos entre os dois grupos políticos, cada um dono de um bloco.

Enquanto os políticos brigam nos brincamos! 

Uuuuaaaauuuu! Viva o Carnaval!

 

KI LINGUA É ESSA vai para às ruas! Na Marra! Com a banda baiana MARRETA É MASSA e uma LIMINAR expedida pela Justiça para desfilar

marreta

Tradição de 24 anos encheu os “kilinguenses” de garra e determinação

marreta+É+MASSAA Prefeitura lançou um mega bloco – Esquenta Gravatá – para desfilar no mesmo dia, mesmo horário e mesmo local onde estava previsto para sair o tradicional bloco genuinamente gravataense há 24 anos – o Ki Língua é Essa.

Seria pura retaliação de uma política carnavalesca contra as pessoas e grupos contrários e não simpatizantes ao atual Governo Municipal?

Ninguém sabe. O que se sabe é que a população de Gravatá terá dois blocos para brincar. Um do grupo do prefeito e outro do grupo do ex-prefeito e atual vereador Luiz Prequé, ferrenho adversário e pai do vice-prefeito dissidente Rafael Prequé.

Os dois blocos – Esquenta Gravatá e Kí Lingua É Essa – vão sair do mesmo local, na Avenida Agamenon Magalhães no trecho de pouco mais de 300 metros entre o Restaurante Famiglia Lucco e a Escola Cleto Campelo.

Para poder desfilar sem problemas e diante de ameaças veladas de que teria que dar o lugar para o Bloco da Prefeitura, o Ki Língua é Essa entrou na Justiça com uma ação Liminar Interlocutória para ter a garantia de que desfilaria sem problemas para o bloco e seus foliões. O Juízo de Direito da Segunda Vara da Comarca de Gravatá concedeu a liminar e comunicou a Policia Militar para garantir a segurança e o cumprimento da Liminar.

Bom Carnaval para todos e nesta sexta-feira, dia 28, que a cidade seja mais inteligente do que os políticos e brinquem a valer nos dois blocos  Esquenta Gravatá e Kí Lingua É Essa.

Enquanto eles brigam a gente brinca !

 

TRICHAS! TRICHAS! TRICHAS! 1000 vêzes TRICHAS. Abalou!

baton2

Não tem política, não tem quem mande ou que desmande.

Não tem briga, só tem alegria.

O povo foi para a rua sem que ninguém chamasse.

Não tem dono, não tem comando, quem comanda é o cantor dos trios elétricos.

Deixa rolar que o mundo é feminino. De brincadeira ou de verdade, para enganar e ficar só na vontade.

O mundo é mesmo feminino.

tricha a2 tricha a3 tricha a4  tricha a6 tricha a7     tricha a93 tricha a96 tricha a97 tricha a98 tricha a99 tricha a883 tricha a991  tricha a994 tricha a995 tricha a996  tricha a998 tricha a999 tricha a9991 tricha a9993 tricha a9994 tricha a9995 tricha a9996 tricha a9997 tricha a9998 tricha a9999 tricha a99991 tricha a99992 tricha a99993 tricha a99994 tricha a99995  tricha a99997 tricha a99998 tricha a999991 tricha ab99 tricha b1  tricha b3  tricha b6 tricha b8 tricha b9 tricha b91 tricha b98 tricha b994 tricha b999

QUE VENHAM AS TRICHAS !!! Que tragam a alegria que Gravatá está precisando … !!!

trichas

É HOJE!

.

*   Gravatá hoje vai ficar cheirosa por conta do perfume das Trichas.

*  Vai ficar muita mais feminina por conta das frescuras e assanhamento das Trichas.

*  Vai ficar muito agitada pelo barulho que as Trichas fazem.

*  Vai ficar muito mais colorida pelas cores dos batons, das perucas e dos modelitos das Trichas.

*  Gravatá vai arrasar hoje à noite com tanta irreverência, alegria e brincadeiras das suas Trichas.

*  Que venham as Trichas deslumbradas e maravilhosas !!! 

 

a foto é de arquivo de domínio público da Internet

Memórias de um estudante de Direito. (coluna semanal especial para o BLOG)

João Vitor Paiva, Lisboa, Portugal.

j vitorAos amigos leitores, que já me conhecem não necessito de maiores apresentações ou preâmbulos, mas aos leitores amigos, começo pelo começo! Sou João Vitor, mas pode me chamar de JV, estudo Direito e nesse momento escrevo de terras lusófonas, mais precisamente da cidade de Lisboa. Vim parar aqui após um processo seletivo de minha Universidade no Brasil, para intercâmbio acadêmico de seis meses, não irei entrar muito nessa história agora, pois o meu objetivo é apresentar a visão de um jovem brasileiro em outro país, sem maiores pretensões…

Estou aqui a pouco tempo, mas  quero mudar o estereótipo de que português é chato e carrancudo, graças a Deus não tive problemas com os Liboetas (nome dado aqueles que nascem em Lisboa), na verdade fui muito bem recebido e agradeço por isso!  Lógico que não são como nós brasileiros, o povo mais receptivo, caloroso e festivo do mundo, mas isso não quer dizer que sejam más pessoas… A grande diferença é que os europeus em geral são objetivos, sem rodeios.

Também pude observar que apesar de falarmos o mesmo idioma, existem algumas diferenças tanto no sotaque, como na designação de algumas palavras; por exemplo: banheiro aqui é casa de banho, goleiro é guarda redes, Metrô é simplesmente Metro, celular é telemóvel, ônibus é autocarro, fato é facto e assim por diante. Apesar das diferenças o diálogo é fácil, mas lógico que um pouco de boa vontade não faz mal a ninguém.

Portugal é um país pequeno situado na península ibérica com cerca de doze milhões de habitantes, assim como no Brasil saiu de uma ditadura não faz muito tempo, possuindo uma Constituição recente (1976) e que muito nos inspirou.  Apesar do meu interesse particular em Direito Constitucional, também não irei entrar nesse tema agora. Uma informação importante é que nesse momento a Europa passa por uma crise que teve início nos idos de 2008 e que seus efeitos são sentidos ainda hoje por Portugal, Espanha e Grécia. Tanto é assim, que me assustei com a quantidade de mendigos na Espanha e em Portugal.

Apesar da situação economica vivida aqui, gostei muito da organização do país, em Lisboa pode-se contar com o transporte público, que é eficiente e de qualidade, o metrô tem estações ao longo de toda cidade e existe sempre um cronometro contando daqui a quanto tempo chega o próximo metrô ou ônibus. A cidade é limpa, bem cuidada e fácil de se locomover.

O grande obstáculo em terras portuguesas é o fato de morar sozinho e ter que se virar da forma que puder, mas com disciplina e rotina a vida longe das pessoas queridas fica um pouco menos sofrida. Moro em um bairro bem localizado, arborizado e repleto de lojas, supermercados e bancos, essa localização facilita a vida quando não dispomos de carro e de tempo.

Por fim, e para reflexão, termino com uma mensagem do grande Amyr Klik:Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu. Para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor. E o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser. Que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver

Saudações,

João Vítor Freitas de Paiva ( paiva_jv@hotmail.com)

É a vida se encarregando de reconstruir, sempre.

“Só para não dizer que nunca mais falei de Fernandinha”

Fernanda Tavares. Obrigada a todos pela mensagens no dia do meu niverJornalista gravataense da gema, Fernanda Tavares, vai lançar novo lay-out do seu Blog logo após o Carnaval. Muito mais abrangente, mais bonito e imune aos tantos hakers que nunca a deixaram em paz.

Por enquanto, se preparando para o Galo da Madrugada como jornalista convidada especial do Camarote Oficial e, contando as horas para assumir uma missão profissional que lhe está sendo confiada pelo Governo de Pernambuco.

Tudo isso no mês de março. Mês da mulher.

E assim é a vida, tudo se constrói, tudo se renova, tudo renasce tudo se fortalece

Só para não dizer que nunca mais falei de política.

lagartixa. cópia

 Tudo que aconteceu na Politica de Gravatá nas últimas horas

 

***

Reunião da Câmara Municipal de Gravatá da noite de ontem, terça-feira, dia 25 de fevereiro, foi calma até o momento em que o vereador Luiz Prequé (PSB) subiu na tribuna para denunciar o abandono da Escola Municipal Antonio Borges, na localidade de Cotunguba, que segundo o vereador, está ao relento, suja, sem alunos e professores, apesar de ter recebido, segundo ele, 30 computadores notebook educacional, adquiridos no dia 24 de de maio de 2013, no valor total de R$ 39.300 mil. “Onde estão esses computadores”, teria perguntado o vereador do plenário.

***

A defesa da prefeitura foi feita no Plenário da Câmara pelo vereador Régis da Compesa (PSL) sob o argumento de que os tais computadores estariam guardados até que a municipalidade promova a restauração das instalações e coloque a internet na Escola, que segundo ele, já estaria programada. Foi aparteado pelo vereador da oposição Junior de Obras (PPS), que questionou “o por que das crianças não terem recebido os computadores, dede de maio de 2013, que poderiam estar sendo utilizados”. Faltaram a reunião de hoje os vereadores Neto da Banca (PRP) e João Paulo Lemos (PDT).

***

Continua repercutindo positivamente a apresentação que o chefe de Controle Interno e Externo da Câmara dos Vereadores, Edson Matos, fez na audiência pública para prestação das contas do exercício de 2013 daquela Casa Legislativa. Preciso, convincente, utilização de tecnologia na apresentação da prestação das contas, prolixo, resumido, uma apresentação impecável, límpida e sem arrodeios nem argumentos para convencimento. Edsom Matos tem recebido convites para fazer o mesmo em outras Câmaras Legislativas e até Prefeituras do Estado. É Gravatá exportando know-how de Edson Matos.

***

Ainda na banca da Faculdade ouvi um professor dizer que “o pior jornalista que existe é aquele que fica amarrado a um político para sempre promovê-lo em todos os seus momentos, nas apresentações públicas e privadas no seio da família” O mesmo professor me disse também que “o pior político é aquele que vive atrelado a um jornalista para produzir uma imagem na mídia, mentir para o povo, dá uma de bonzinho”. Só que, ao longo da minha vida nunca vi jornalistas de verdade, agindo assim nesse coluio. Ví sim, picaretas, usando de bajulação e falsidade ideológica, se dizendo jornalista em ser, sem nunca ter pisado numa faculdade. E a lagartixa branca continua firme rastejando entre os pés dos políticos.

***

Tem vereadores na Câmara Municipal de Gravatá que só aparecem na mídia se pagarem. Tem um moço ai (se dizendo jornalista – ou profissãozinha para atrair picaretas) que se possível vende até a alma da mãe para  ganhar uns trocados. Aí é só um festival de elogios – uma simbiose perfeita de quem acorda lagarta de fogo e vai dormir borboleta desvairada – para quem um dia foi criticado. No passado chamou e escreveu que na Câmara de Gravatá tinha vereador de “traíra”, “viciado em jogo de azar”, “truculento” e “ladrão”  e que agora, são todos seus clientes. Pasmem e avaliem, quem é o cara-de-pau dessa história? Gravatá merece.

***

E a Câmara dos Vereadores de Gravatá está cada vez mais dividida. Cinco parlamentares da oposição estão fazendo um estrago muito grande no relacionamento interno da Casa, entrando com acusações na Justiça, difamado colegas em programas de rádio, questionando publicamente e sem provas o caráter e a moral de companheiros,  chegando a um ponto em que ninguém sabe onde tudo isso vai parar. Do outro lado, 10 vereadores (9 + o presidente) duramente atacando colegas, montando estratégias para conseguir êxito nas votações das matérias, e tentando cassar o mandato de colegas através de uma CPI de eficácia duvidosa.

***

O Metralhadora Giratória, programa do blogueiro Cláudio Castanha levado ao ar todos os sábados pela Rádio Gravatá FM, ao meio dia no Programa Primeira Página, programando levar as nossas três vereadoras – Angélica de Ademir, Ana de Jaci e Dona Sônia – para um debate especial na emissora. Difícil. Por conta da divisão entre governistas e oposição a “Turma do Batom” está com as amizades estremecidas e milindradas. Na última reunião duas vereadoras chegaram a trocar farpas por causa de besteiras. Lamentável.

***

O Matadouro público de Gravatá foi visitado na manhã de ontem pelos quatro vereadores da oposição. Só conseguiram entrar no local depois que a Policia Militar foi acionada juntamente com a Promotoria de Justiça de Gravatá. Foi muita confusão. O secretário de Agricultura, vereador Gustavo da Serraria (PV) foi solicitado e esteve no local para apasiguar os ânimos. Quando ele chegou os quatro vereadores da oposição já estavam dentro do matadouro, fiscalizando, fotografando e acompanhado por soldados da PM.

***

Marcelo Gaston não é mais secretário de Finanças da Prefeitura de Gravatá. Assumiu o seu lugar Gbriel Tenório que respondia até então pela diretoria financeira da Pasta. Gaston é uma das peças mais importantes do governo Bruno Martinino responsável pela solidez da economia do município até o momento. Pegou uma Prefeitura com orçamento médio de R$ 100 milhões com comprometimento de mais de R$ 60 milhões para serem pagos a curto prazo. Uma situação difícil de se administrar que ele vinha revertendo passo a passo.

***

O secretário Marcus Paiva voltou de umas merecidas férias na Europa – coisa que ele faz todos os anos há mais de 30 anos. Foi deixar o filho João Vitor Paiva que está estudando Direito na Faculdade de Coimbra, em Portugal, depois de ser selecionado em Primeiro Lugar entre mais de trinta inscritos. João Vitor foi convidado para escrever para este BLOG, uma crônica semanal falando da experiência de um jovem pernambucano em Portugal. Não sabemos se ele vai topar. Aguardamos resposta. E Marcus Paiva, renovado, já entrou no corpo a corpo, na luta para administrar Gravatá juntamente com a equipe do prefeito..  

***

E Doca da Cavalhada? Que rumo tomou que ninguém nunca mais lhe viu. Ao telefone, ele disse ao BLOG que estaria trabalhando na sua atividade de locutor de cavalhada, vaquejada, hipismo rural, campeonato de provas de cavalos e animando leilões e feiras de negócios da agropecuária, como aconteceu neste fim de semana no caminho do Distrito de Mandacaru. E as eleições da Liga de Desportos Gravataense – LDG que perdeu de 5 X O? – O assunto está com a Justiça e pode vir muita novidades sobre esse caso, uma vez que as eleições estão cheias de irregularidades.

***

Ozano Brito está sempre presente em Gravatá. Principalmente nos finais de semana quando visita comunidades e famílias na Zona Rural. Ozano hoje é peça importante na estratégia política do Governo Eduardo Campos através da Casa Civil onde vem atuando. Há quem garanta que o ex-prefeito Ozano seria uma carta na manga do governador para resolver a questão política de Gravatá, caso venha a precisar. Ele e o deputado Waldemar Borges estão afinadíssimos, não só aqui em Gravatá, mas em diversas regiões politicamente estratégicas no Agreste.

***

E aquele ex-prefeito não se manca mesmo. Pensa que a população é idiota. Foi para sua emissora de rádio e reclamou muito que a cidade está abandonada, o comércio em crise, saúde falida, a construção civil paralisada, gente indo embora daqui, pessoas estão infelizes a espera de um salvador. O ex-prefeito só esqueceu de dizer e apontar quem seria o principal culpado de Gravatá está nessa situação tão ruim como a que ele mesmo pinta, e pintou nos sete anos em qua governou a cidade, onde todas as prestações de contas foram rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado. Dia 11 de março a Câmara dos Vereadores se reúne para votar mais duas contas rejeitadas pelo TCE, a dos anos de 2004 (gravíssimas) e a de 2007. É só esperar para ver.

***

Excelente trabalho realizado pela Policia Militar de Pernambuco em Gravatá na campanha de desarmamento da população através da entrega de armas de fogo voluntariamente e recebimento de uma remuneração de 150,00 a 450,00 reais. A campanha do desarmamento aconteceu nesta segunda e terça-feira, dias 24 e 25 de Fevereiro na Praça da Matriz, das 8:00 as 17:00 horas. O BLOG divulga nas próximas horas o resultado e estatística dessa ação.

 ***

Não vai faltar opção para o folião brincar nesta semana pré-carnavalesca e no Carnaval. Só as Trichas que democraticamente recebe todo mundo, não importa o lado político. Basta os marmanjos se vestirem mulher, caprichar no batom e no salto alto e irem para a rua. Esposas, filhas, namoradas, irmãos, pais e mães, avós e amigos podem sair atras para brincar e se divertir.

***

Na sexta-feira quem for contra saí no “Ki Línguia é Essa” e quem for do lado do governo vai para o cordão do “Esquenta“. No sábado sai o centenário Zé Pereira, um bloco tradicional, fechado de homens vestidos de Fraque e Cartola que o povo gosta e vai apreciar. No domingo é no Bairro Novo. Dois Polos de Animação. Não ser se vai ter cordão de isolamento para separar quem é contra ou à favor. A Polícia vai ter muito trabalho.

 ***

 

Vereador Junior de Obras: “A politica de Gravatá me preocupa muito”

Hoje, terça-feira, é dia de reunião ordinária da Câmara dos Vereadores.

111 JUNIOR DE OBRAS“Pensei que poderia fazer muito mais pelo meu povo como vereador da minha cidade. Logo percebi que é muito difícil. Vereador não executa, fiscaliza, legisla, faz indicações e muitos dos seus projetos não são atendidos pelo executivo”. Com essas palavras o vereador Junior de Obras (PPS) definiu para os leitores do BLOG o sentimento que tem como um parlamentar do município.

Na condição de vereador do grupo dos cinco de oposição falou ainda que estava muito preocupado com a política de Gravatá. Lamentou que a oposição da Casa Legislativa fazia muitos mais oposição do presidente da Câmara do que mesmo ao sistema de poder da cidade. “Fica uma guerra sem nexo na Câmara, e confesso que não vejo uma saída para o problema. Não sei até onde essa situação vai perdurar”, disse.

Para ele, o governo está mau e a repercussão negativa é muito ruim e a população vem observando atenta aos acontecimentos.

Paulo Câmara, o homem indicado pelo PSB para assumir a vaga de Eduardo Campos diz que conversará com todos os partidos

Vai conversar com os líderes de todos os partidos da Frente Popular

Câmara-doisAlçado a condição de pré-candidato ao Governo do Estado, o secretário Paulo Câmara (PSB) afirmou que procurará todos os partidos da Frente Popular e aqueles que ainda não estão oficialmente no campo governista mas demonstram alguma afinidade. O ungido do governador Eduardo Campos (PSB) destacou que agora assumirá esse papel de articulação com as legendas.

No entanto, como é neófito, espera-se que o governador Eduardo Campos siga se dividindo entre as discussões nacionais e a sucessão local. Afinal, Pernambuco é uma das prioridades do líder socialista

Ele também confirmou que deixará a gestão estadual ainda nesta semana.

Paulo Câmara se desincompatibilizará antes do término do prazo legal, em abril, para se dedicar com exclusividade à campanha estadual.