Vereador Neto da Banca (PRP) quer voltar atrás na sua proposta de cassar quatro veradores depois de saber que Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI foi dissolvida.

Vereadores Angélica de Ademir (PTB) e Nino da Gaiola (PTB) decidiram se afastar da CPI que investigava a cassação dos mandatos legislativos dos colegas Luiz Prequé (PSB), Dona Sônia (PP), Léo do Ar (PSDB) e Junior de Obras (PPS). Caso deve ser arquivado por falta conteúdo e de motivação.

neto33O vereador Neto da Banca (PRP) terminou pisando na bola.

Teria resolvido voltar atrás no seu pedido de punição de colegas vereadores da oposição com a cassação dos mandatos de Luiz Prequé (PSB), Dona Sônia (PP), Léo do Ar (PSDB) e Junior de Obras (PPS), que deveriam ter sido julgados pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI). E nunca foram.

Só que a CPI, que já começou esvaziada e sem credibilidade diante a leviandade das acusações de que os vereadores acusados pelo colega Neto da Banca, teriam faltado sessões sem que tivessem apresentado as justificativas documentais necessárias, dissolveu-se com a renúncia dos seus membros, a vereadora presidente Angélica de Ademir (PTB) e o vereador membro, Nino da Gaiola (PTB).

Na verdade, era uma CPI que só vinha causando constrangimentos entre colegas vereadores por terem sido indicados para investigar e punir companheiros da Casa por motivos banais.

O vereador Líder do Governo Neto da Banca com a sua proposta de cassar colegas da oposição, tentou criar um fato político para agradar o executivo que queria punir os quatros vereadores e terminou se dando mal. Ficou mal visto pelos colegas e cometeu um erro político que certamente vai lhe render problemas na sua imagem futura.

O terceiro membro da CPI, o relator Junior de Paulo (PRP), teria elaborado o seu relatório sobre os pedidos de cassações, mesmo sem que a mesma tivesse se reunido para avaliar os pedidos de punições.

Os três membros de CPI – Angélica de Ademir presidente, Junior de Paulo relator e Nino da Gaiola, membro – foram nomeados praticamente  por eliminação.

Dos 15 vereadores da Casa, cinco, por fazerem parte da Mesa Diretora não puderam ser indicados nem sorteados. Outros quatros também ficaram de fora por serem os acusados e passíveis de investigações. Dois vereadores são suplentes e não poderiam fazer parta da CPI. Restauram apenas quatro nomes para compor o triunvirato da CPI. Apenas houve um sorteio entre os participantes para definir os cargos de presidente, relator e membro.

Com a renúncia dos vereadores Angélica e Nino da Gaiola a CPI dissolveu-se. Acabou. Não deu em nada.

 

 

Vereadores de Gravatá estão sumidos

Apenas um pequeno grupo aparece de vez em quanto

no buraco do Tatu

tatu-galinha_(1)Os vereadores de Gravatá estão mais desaparecidos do que paisagem em dia de nevoeiro. Ninguém os vêm mais nas ruas, nem nas solenidades públicas.

Foi assim nas procissões de Santana, São Sebastião e São José, no Carnaval, na festa de aniversário da cidade e nos eventos importantes da sociedade.

Nem no congresso dos vereadores realizado no Hotel Portal com mais de 500 “edís” presentes, eles apareceram para saudar os colegas. Só uma minoria esteve lá acompanhando o prefeito e o presidente da Câmara para abraçar Armando Monteiro e olhar para Eduardo Campos.

Tem vereador de Gravatá que vive entocado que nem tatu com medo de cachorro de caçador.

E o que será que está acontecendo? Por que eles não querem botar a cara nas ruas e visitar seus eleitores? Será que estão com medo do eleitor diante de tanta descrença do povo para com os políticos?

As eleições estão se aproximando e logo a campanha política estará nas ruas. E os vereadores vão seguir a orientação de quem? A bancada governista vai inteirinha seguir a orientação do prefeito quando ele revelar o nome dos seus candidatos a Assembleia Legislativa, Câmara Federal, governador, senador e presidente? Coisa que muita gente duvida.

O povo gosta de transparência e está na hora dos nossos vereadores irem para as ruas, bairros e lares gravataenses para conversar com seus eleitores.

A ausência dos vereadores nas ruas não é para todos. Aqui acolá um deles aparece. Mas, a maioria vive entocada e ausente.

O Blog está levantando a real tendência dos vereadores para as próximas eleições para depois publicar uma matéria.

Escute aqui no BLOG, as palavras de Miguel Arraes no momento em que era preso e deposto pelos militares do golpe de 31 de março de 1964, no Palácio do Campo das Princesas, 50 anos depois.

Escute agora a última entrevista do governador Miguel Arraes, momentos antes de ser deposto pelos militares no Palácio do Campo das Princesas no golpe militar de 1964. O que Arraes falou com muita coragem pode ser baixado e ouvido AQUI.

Foto publicada na Revista O Cruzeiro da época, no momento em que Arraes era deposto e preso pelos militares do Golpe de 31 de Março de 1964

arraes depostoOuça agora o pronunciamento inédito de Miguel Arraes, governador de Pernambuco.

Observe sua coragem e consciência da missão que recebeu do seu povo.

Mesmo com o Palácio ocupado por tropas militares, ele se recusa a entregar o cargo para generais golpistas. Não aceita sequer negociar com eles.

Na hora do espanto, Arraes não sugere atos grandiosos nem pretende ser herói. Apenas diz que não vai se entregar.

São atitudes que dão orgulho numa data que foi uma vergonha. Estes gestos tem essa função. Mostram a história viva, feita por homens e mulheres que se recusam a fazer o papel de insetos.

O depoimento de Arraes pode ser baixado e ouvido AQUI.

 _____________________________

Colaboração do Blog de Magno Martins.

Assembleia Legislativa de Pernambuco realiza logo mais às 20 horas, um ato de reparação histórica pela passagem dos 50 anos do Golpe Militar

O Ato Público foi solicitado pela deputada estadual Laura Gomes (PSB): “Para que não se esqueça, para que nunca mais aconteça”.

laura gomesCom o objetivo de realizar um ato de reparação histórica pela passagem dos 50 anos do Golpe Militar, a Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), através de uma solicitação da deputada estadual, Laura Gomes (PSB), realiza nesta segunda-feira (31), a partir das 20h, uma Vigília Cívica com o tema “Para que não se esqueça, para que nunca mais aconteça”.

De acordo com a parlamentar, a proposição por ela apresentada se deu por meio de um encaminhamento da Secretaria Executiva de Justiça e Direitos Humanos (SEJUDH), visando formar uma agenda de várias atividades para reforçar o debate em defesa da democracia.

“Relembrar a data é um exercício fundamental de cidadania e reconhecimento a todos os que lutaram nesse período. Não queremos festejar, mas sim, reforçar o espírito libertário pernambucano”, defendeu a socialista.

50 anos que Miguel Arraes foi deposto pelo golpe militar de 1964. O neto Eduardo Campos levou flores para o túmulo do avô.

O governador não esqueceu de homenagear Dom Helder Câmara e o mártir Padre Henrique

arraes floresO governador Eduardo Campos (PSB) recusou diversos convites para participar de manifestações pelos 50 anos do golpe de 64, mas abriu uma exceção na manhã desta segunda-feira (31).

Às 10h, no cemitério de Santo Amaro, colocou uma coroa de flores no túmulo de Miguel Arraes, ao lado de sua avó e esposa de Arraes, Madalena Arraes;

Às 11h30, na Igreja da Sé, em Olinda, prestou homenagem aos túmulos de Dom Helder Câmara e do padre Henrique Pereira Neto.

Hoje, 31 de março de 2014, fazem 50 anos do golpe militar de 1964 que derrubou o então presidente João Goulart e o governador de Pernambuco, Miguel Arraes.

Um período negro de nossa história que nunca pode ser esquecido

arraesOs jornais de todo o País publicam no dia hoje, séries de reportagens sobre o tema para relembrar este fato histórico.

Lançamentos de livros também estão sendo programados para assinalar a tomada do poder pelos militares, bem como o que veio depois como consequência do golpe de estado: cassação de mandatos parlamentares, supressão das eleições diretas, fechamento do Congresso Nacional e das Assembleias Legislativas, prisões arbitrárias, torturas, exílios, etc.

Tudo para não deixar que o assunto não caia no esquecimento.

O Brasil jamais pode esquecer esse período negro da nossa história, com 20 anos de ditadura militar os direitos dos cidadãos reprimidos e usurpados, uma sociedade calada, submissa e oprimida.

O governador Miguel Arraes da Alencar é um dos símbolos deste período, que nunca pode ser esquecido.

Nossa singela homenagem. A suas lembranças, aos seus exemplos, a sua memória …

A GRANDE IMPRENSA ESPECULA: Bruno Martiniano fica com Armando Monteiro ou segue Eduardo Campos?

Vai chegar um momento em que BM vai ter que se explicar.

armand-22edu UVP 2Na semana passada o jornalista Inaldo Sampaio, blogueiro e colunista político do Jornal Folha de Pernambuco comentava que o prefeito de Gravatá, Bruno Martiniano, do PTB, iria apoiar Eduardo Campos (PSB) e o seu candidato a governador Paulo Câmara (PSB).

No último sábado, o jornalista Magno Martins, blogueiro e âncora de um dos mais importantes programas políticos – o Frente a Frente – levado ao ar diariamente a por mais de 36 emissoras de Rádios, publicou em sua coluna que Bruno Martiniano (PTB)  estaria fechado com o senador Armando Monteiro (PTB), mas para presidente votaria em Eduardo Campos (PSB).

Não estaria na hora do prefeito Bruno Martiniano reunir a Imprensa e falar de uma vez de seu projeto político para as próximas eleições?

Polícia, com o apoio da Guarda Municipal, desbarata quadrilha de bandidos menores de idade atuando em Gravatá.

Os marginais mirins são controlados e enviados para cometer delitos criminosos em Gravatá por bandidos adultos da cidade de Vitória de Santo Antão.

algemadoQuatro menores, com idade entre 14 e 15 anos estavam roubando motos aqui em Gravatá. A guarda Municipal conseguiu interceptá-los. Prendeu dois menores. Os outros dois conseguiram escapar, fugindo.

Na delegacia, a presença dos pais dos menores, oriundos da cidade de Vitória de Santo Antão, Não deu cadeia para ninguém, afinal são de menores de idade e a Lei os protege.

Mas, antes de serem entregues aos pais revelaram todo o esquema de crimes. Eles são controlados por bandidos de maior idade da cidade de Vitória de Santo Antão e enviados e monitorados para praticarem delitos aqui em Gravatá, longe de sua cidade.

A Policia deve colocar na cadeia nas próximas horas os bandidos que estão usando crianças para o crime. 

Mais um desfalque na equipe da Prefeitura. O diretor de esportes JANAILTON LINS pede exoneração e os desportos em Gravatá ficam mais abandonados.

janailtom 3

Uma homenagem do BLOG a um grande profissional do esporte amador de nossa Gravatá!

Janailton-Lins-13O diretor de Esportes da Secretaria de Turismo de Gravatá, Janailton Lins, pediu exoneração do cargo na última quinta-feira. Esse foi mais um desfalque na equipe da atual gestão municipal e está sendo divulgado aqui no BLOG pela importância que o profissional professor de educação física e empreendedor do desporto tem para o município.

Dentre outras lutas pela valorização das crianças, jovens e idosos e, pela qualidade do nosso esporte amador, Janailton Lins foi um dos responsáveis de ter organizado várias edições dos Jogos Escolares de Gravatá (JOEG) – o maior evento esportivo de Gravatá envolvendo estudantes das escolas municipais na disputa de várias modalidades esportivas.

Foi no JOEG que Janailton conseguiu colocar o Projeto Viva Mais com a participação de idosos e as crianças especiais do SERC (quem não se lembra do encontro dessas crianças e adolescentes do Serc com o goleiro Magrão do Sport com ampla cobertura da imprensa do estádo – jornal, rádio e TV?)

Atuou também na organização e difusão dos esportes futsal, voleibol, badminton, karatê, capoeira e outros.   Vale salientar que o esporte de Gravatá ficou em 1º lugar entre as cidade que participaram do selo Unicef, entidade internacional que deu uma nota ao esporte gravataense, que era a nota 19 e a média das cidades era a nota 64, passando para a nota 87 e a média do grupo foi para a nota 66.

 

Uma citação do Estadista Romano, Marco Tulio Cicero, escrita há 2067 anos, 55 anos antes do nascimento de Cristo

 Para Refletir neste Domingo

ciceroCITAÇÃO DE MARCO TULIO CICERO
.
 “O Orçamento deve ser equilibrado, o Tesouro Público deve ser reposto, a dívida pública deve ser reduzida, a arrogância dos funcionários públicos deve ser moderada e controlada, e a ajuda a outros países deve ser eliminada, para que Roma não vá à falência.

As pessoas devem novamente aprender a trabalhar, em vez de viver às custas do Estado “.

Ano 55 AC ..

___________________________

Estadista, orador e filósofo romano, Marco Túlio Cícero nasceu a 13 de janeiro do ano 106 a.C. em Arpino, Itália, e morreu em 7 de dezembro de 43 a.C. em Formia, Itália. Recebeu aprimorada educação, com os maiores oradores e jurisconsultos de sua época. (Colaboração do leitor do Blog Romério Holanda)