Centro da revolução de 1817, Pernambuco se declarou país há quase dois séculos e formou uma nação com metade do Nordeste. A iniciativa durou pouco e cai no esquecimento dos pernambucanos

Essa matéria foi retirada do site “Curiosamente” – Pernambuco Curioso. O texto pesquisa é do jornalista Paulo Trigueiro

Pernambuco já foi um país: Um Nordeste independente há 200 anos

por

Centro da revolução de 1817, Pernambuco se declarou país há quase dois séculos e formou uma nação com metade do Nordeste. A iniciativa durou pouco e cai no esquecimento dos pernambucanos

 

Missas celebradas com cachaça e hóstias feitas com mandiocas em rejeição ao vinho e ao trigo portugueses. Era o bairrismo local já voando alto, a ponto de, em 1817, o estado virar um país. República, mais de 70 anos mais jovem que a brasileira, independente do Reino Unido do Brasil e de Portugal. A ousadia foi fruto de uma revolução. Durante 75 dias, quatro estados nordestinos e parte da Bahia viraram um nação: Pernambuco.

O sentimento, desde então, era de patriotismo. “Patriota” virou uma espécie de título, com o qual as pessoas se reconheciam. “Tudo foi realizado com base nesse sentimento. As pessoas não queriam poder para si ou enriquecer com o erário. Quando os líderes foram presos e executados, havia mais dinheiro nos cofres públicos que antes da revolução, uma evidência do caráter desses governantes”, opina o professor de História da UFPE Severino Vicente. “Outra expressão desse patriotismo pernambucano que continua até hoje é a nossa bandeira. Jogamos fora a combinação de verde e amarelo, cores da família real portuguesa, e criamos algo genuinamente nosso.”

A revolução que conceberia a República ocorreu em 6 de março de 1817. Sete anos de eclodir, já existia uma articulação entre os pernambucanos para tentar dominar os portugueses. “Foi um momento oportuno. As ruas estavam agitadas porque os tributos eram altíssimos. A revolução teve início em um levante militar, com um capitão pernambucano matando um superior do Reino, mas a história já vinha sendo pensada antes”, explica o professor de História da Universidade Católica de Pernambuco Flávio Cabral, que está escrevendo um livro sobre o tema. “É um dos momentos mais interessantes do nosso estado.”

 

 

Depois do assassinato, o capitão José Barros de Lima, conhecido como Leão Coroado, tomou o quartel e deu início à revolução. O governador de Pernambuco Caetano Montenegro que, claro, era português, se escondeu no Forte do Brum mas acabou se rendendo no mesmo dia e foi expulso do estado. “Eles já pensavam em eleição, mas não tiveram tempo de realizá-las”, conta Cabral. “Criaram uma assembleia constituinte e o esboço da Constituição já falava em liberdade religiosa. Eles estavam seguindo as ideias mais avançadas da época, baseados nas repúblicas francesa e americana. Mesmo que tenham continuado com a religião católica como oficial e tendo vários padres na liderança.” Era uma república diferente daquele que compôs o primeiro grito de República da América Latina, de Bernardo Vieira de Melo, mais de cem anos antes.

O PAPEL DE CRUZ CABUGÁ
Antônio Gonçalves Cruz, o Cruz Cabugá, desempenhou um papel quase surreal 1817. Espécie de diplomata da nova República, viajou até os Estados Unidos para comprar armas e articular a fuga de Napoleão Bonaparte, confinado na Ilha britânica de Santa Helena. Alguns soldados napoleônicos ainda vieram ao Brasil. Mas a revolução não deu certo eles foram presos ao chegar. Cabugá permaneceu nos Estados Unidos e só voltou depois de receber o perdão real em 1821

Com a constituição, a nobreza perderia suas regalias. É o que mais chama a atenção do professor de História da UFPE Marcos Carvalho. “Antes, as pessoas tinham qualidades. Elas poderiam ficar ricas, mas continuariam tendo uma marca de origem. E um nobre poderia tirar tudo que era dele. Com constituição, direitos e deveres, as pessoas passavam a ter condições, que elas poderiam modificar. Imagina isso em Pernambuco naquela época”, comenta. Após o fim da revolução, quando o movimento foi reprimido e a República desfeita, houve um dos fatos mais curiosos, para Carvalho, a respeito de toda a história do Brasil enquanto colônia: foi a primeira vez em que padres foram executados.

Território

O território pernambucano mudou com o fim da Revolução de 1817, Mas essa não foi a única vez em que isso aconteceu. Veja como os mapas de Pernambuco foram se transformado com o tempo.

1534 – A capitania de Pernambuco foi definida pela Coroa portuguesa e doada a Duarte Coelho
1680 – Um mapa realizado neste ano pelo holandês Joan Blaeu mostra o crescimento da capitania
1756 – A capitania de Itamaracá é anexada ao território pernambucano
1817 – Ceará, Rio Grande do Norte e Paraíba são adicionados à República de Pernambuco. Após a revolução, Alagoas, antiga comarca pernambucana, vira território independente
1824 – Depois da Confederação do Equador, Pernambuco perdeu parte do seu território como punição
1868 – A cada mapa, melhorias são realizadas para uma representação mais fiel do estado. O IBGE sempre realiza ajustes de limites territoriais, o último, em 2014. De acordo com a geógrafa do IBGE Amanda Estela Guerra, um mapa próximo da imagem do atual território de Pernambuco foi desenhado em 1868, pelo senador Câmara Mendes.

A evolução territorial de Pernambuco retratada não leva em conta alterações no resto do país e foi concebida com base nos seguintes mapas históricos (clique)

Por que não vingou?

Muitas repúblicas são criadas em revoluções que invocam reações de independência. Assim o foi com um sem número de nações mundiais criadas ao longo da história ou mesmo com colônias que, em movimentos políticos, se declararam independentes e viraram países.

O caso de Pernambuco foi um pouco diferente e estudiosos apontam as razões pela qual o país não continuou a existir além dos 75 dias em que esteve separada do Brasil.

Escravos não foram libertados

Sem a abolição da escravatura, Pernambuco perdeu de ter um grande exército. Quando as tropas portuguesas chegaram, pouco mais de dois meses depois da revolução, encontraram pouquíssimo contingente militar.

“Traição” de Alagoas

Até 1817, Alagoas era comarca pernambucana, assim como parte da Bahia. Apesar de pronta para lutar pelo país que fazia parte, o estado decidiu lutar junto às tropas portuguesas em troca da própria independência.

______________________________________

Paulo Trigueiro

Paulo Trigueiro -Repórter

Paulo é estudante de jornalismo com formação em psicologia. Escreve para o Diario desde 2013. Pernambucano, segue dando os passos necessários para declarar a própria “independência”

Lauro Accioly, tudo por uma pedalada noturna

Por ele, Gravatá seria o paraíso dos ciclistas

lauro bikeTodas as noites, o repórter do Primeira Página da Rádio Gravatá FM, Lauro Accioly troca o carro de reportagens onde diariamente faz sua ronda policial colhendo notícias por uma bicicleta e sai pedalando pela cidade.

Já tem um grupo assíduo, que cada vez mais ganha mais adeptos. Quer desejar mais informações ou fazer parte do grupo? Liga para Lauro Accioly 9 9979 6929.

Uma observação do deputado Constituinte de 1988, Gilson Machado, sobre o interventor de Gravatá, Coronel Mario Cavalcanti

 

Um texto retirado do Facebook endereçado ao editor do Blog do Castanha

gilson manachadoCastanha.

Conheço o Cel Mário, pessoa gentil, educada, vivida politicamente com Arraes, Eduardo e Paulo Câmara, o que representa mais de 20 anos de Palácio. Posso lhe afirmar que cuidará de administrar o município como um bom gerente e não fará politicagem de baixo nível.

Espero que você com muita vivência na imprensa o ajude a elevar o nosso município tão carente de políticas públicas e atinja os cidadãos e de desenvolvimento ao Município.

Abraços Gilson Machado

 

_____________________

A foto é do arquivo do Blog

Macri é eleito presidente da Argentina e põe fim a 12 anos de kirchnerismo

Boa Sorte Macri! Boa sorte Argentina!

Não sou da direita, mas sou contra essa esquerda que se instalou na América do Sul liderada pela Venezeuela Chavista, desse Brasil Lulista, Bolivia de Evo e a própria Argentina de Kirechner …

macriO empresário Mauricio Macri, 56 anos, é o novo presidente da Argentina.

Atual prefeito de Buenos Aires, ele é ex-presidente do clube Boca Juniors e líder de uma frente de centro-direita opositora do atual governo de Cristina Kirchner.

Macri foi eleito neste domingo (22), na primeira vez na história do país em que uma eleição presidencial foi decidida no segundo turno, e vai governar por quatro anos.

Ele irá assumir a presidência no dia 10 de dezembro deste ano 

Disponível o CD Maria Dapaz e Mahatma Costa: “A Arte de Amália Rodrigues”

Grande valor artístico

CAPA_GRAFICA.inddDisponível o CD Maria Dapaz e Mahatma Costa “A Arte de Amália Rodrigues” gravado ao vivo no teatro Santa Isabel de Recife dentro da programação do Janeiro de Grandes Espetáculos.

Bela e única homenagem aos 95 anos da artista portuguesa. São 14 faixas, entre elas:  Foi Deus, Estranha Forma de Vida, Ai Mouraria , Coimbra, Amor de Mel Amor de Fel e Canção do Mar.

 

O lançamento mais original do ano. Não há nada parecido no mercado. Confira e faça o seu pedido pelo site www.mariadapaz.com.br

 

Atenciosamente
Jocelyne Aymon

 Joma Produções Artísticas – Brasil
SP + 55 (11) 4704.3494 Cel. 9 9627.0936 VIVO (WhatsApp)
Email:
jomaprodart@uol.com.br
SKYPE: jocelyne.aymon

Volvo promete carro sem motorista

Um texto enviado por Anselmo Ricardo

volvoMontadora apresentou conceito de carro autônomo que incorpora assento inteligente. Banco embala o motorista em três diferentes modos: Dirigir, Criar ou Relaxar.

A Volvo divulgou fotos e detalhes de um conceito para carro sem motorista que diz ser precursor da frota de veículos da companhia que estará nas estradas de Gothenburg, Suécia, em 2017.

O novo Concept 26 da Volvo, nomeado para refletir a média do trajeto diário que trabalhadores usam para o trabalho, incorpora um novo assento que embala o motorista em três diferentes modos: Dirigir, Criar ou Relaxar.

Diferente da Volvo, o Google que revelou seu carro autônomo em 2014, disse que seu veículo não terá nenhum volante. A gigante de buscas espera que seu modelo compacto de duas portas entre em produção comercial até 2020.

A Tesla também prometeu um carro autônomo, porém seu prazo é bem mais ambicioso: 2017.

De acordo com a companhia fundada por Elon Musk, mais de um milhão de carros já instalaram a atualização do software para o modo automático disponível para o sedan Model S. O recurso inclui uma versão beta do Autosteer e Auto Lane Change. Porém, ambas atualizações são recursos de assistência ao motorista e as mãos devem se manter sobre o volante, alertou a companhia.

Com o Concept 26, quando um motorista quiser que o carro assuma o controle, o volante retrai, o assento reclina e uma tela ampla emerge do painel de controle –
permitindo que o motorista ignore a estrada e realize outras tarefas.

A montadora também assumiu a controvérsia que tem girado em torno da industria automobilística: quem será o responsável quando um veículo autônomo provocar um acidente?

“Carros da Volvo estão entre os primeiros a direcionarem o assunto da responsabilidade de carros autônomos. Nós acreditamos que fabricantes devem levar a total responsabilidade para as ações do carro quando este estiver sob modo integralmente autônomo”, disse Peter Mertens, vice-presidente sênior de pesquisa e desenvolvimento da Volvo AB.

“Se uma montadora não aceitar a responsabilidade, isso implica claramente que não está confiante sobre sua tecnologia de acionamento autônomo”, acrescentou.

 

_______________________

Texto enviado por Anselmo Ricardo (anselmo_ricardo_soares@hotmail.com)

Mentira tem pernas curtas e o BLOG pede desculpas. O Coronel interventor não convocou ex-prefeito

O caso eu conto como o caso foi …

O ex-prefeito de Gravatá – aquele sete vezes ficha-suja que que tem sete prestações de contas rejeitadas, sete vezes inelegível e sete vezes mentiroso – apareceu de repente na sede da Prefeitura, justamente na hora em que o interventor Coronel Mario estava ausente, tinha ido almoçar com seu grupo de assessores. Entrou de supetão  e se abancou na sala do gabinete de trabalho, sozinho acompanhado de um fotografo que levou a tira-colo.

Constrangido, o Coronel Mário ao chegar do almoço para iniciar o expediente da tarde, o recebeu e conversou com o intrometido oportunista.

Em momento algum o interventor convocou o ex-prefeitos Luiz Prequé e Ozano Brito Valença para conversar como havíamos divulgado aqui nesse espaço de mídia.

Foi tudo mentira e o BLOG pede desculpas.

Interventor de Gravatá, Coronel Mário Cavalcanti, ouve ex-prefeitos

Novos rumos

coronel_mario_Depois de reunir-se com o presidente da Câmara de Gravatá, Pedro Martiniano, o interventor do município, coronel Mário Cavalcanti, está procurando os ex-prefeitos. A ideia é ouvir sugestões de todas as forças políticas para melhorar os serviços públicos na cidade. O coronel Mário já conversou com Luiz Prequé, Ozano Brito e Joaquim Neto. Na próxima semana, o interventor se reunirá com os 15 vereadores de Gravatá.

________________________

Texto enviado por Arthur Cunha, Jornalista – secretário de Imprensa e Comunicação da Prefeitura de Gravatá –  (81) 9801-1885

Nova Prefeitura. Hoje tem mutirão de limpeza no Bairro Novo

O interventor Coronel-PM Mário Cavalcanti vai comandar a operação

b novo gtaA Prefeitura de Gravatá dará início, nesta sexta-feira (20), a um grande mutirão de limpeza que vai regularizar a coleta de lixo na cidade em oito dias.

O interventor do município, coronel Mário Cavalcanti, comanda a ação, marcada para começar às 9h, nas ruas do Bairro Novo, localidade mais populosa de Gravatá.

A medida é uma reivindicação da população para um serviço público que vem sofrendo atrasos

 

Serviço

Pauta: Prefeitura de Gravatá inicia mutirão de limpeza nesta sexta

Data: Sexta-feira, 20 de novembro

Hora: 9h
Local: Bairro Novo, Gravatá

Arthur Cunha
Jornalista

(81) 9801-1885