Oficinas musicais são destaque no Gravatá Jazz Festival

Atividades acontecem no Parque da Cidade até a próxima terça feira (9)

jazz oficina 01 Ter um contato mais próximo com o ídolo e, ao mesmo tempo, poder aprender um pouco do que ele apresenta no palco é, sem dúvida, uma oportunidade única.

A troca de informação entre o público e os artistas é, justamente, o que está acontecendo em Gravatá, no Agreste, com os cidadãos que estão participando do Jazz Festival.

Um dos destaques do evento são as oficinas musicais que estão ocorrendo no Parque da Cidade, gratuitamente, e seguem até a próxima terça-feira (9).

Na manhã deste domingo (7), a guitarrista internacional Bex Marshall, iniciou as atividades no local, colocando a turma para cantar e se empolgar literalmente.

A apresentação “particular” para um público estimado em 30 pessoas mostrou um pouco do que vai ser o show que acontece na segunda-feira (8), no Pátio de Eventos Chucre Mussa Zarzar.

Bex deu detalhes do sentimento de estar na terra do frevo. “É inacreditável ver o quanto o público brasileiro se entrega à música. Ontem estive na primeira noite de apresentações e senti um arrepio na alma. A música é reflexo da minha paixão pela vida. Estou encantada. Não esperava que no Nordeste do Brasil existisse essa paixão tão grande pelo Jazz”, avaliou.

O produtor do Gravatá Jazz Festival, Giovanni Papaleo, reforçou a satisfação de ter o evento realizado em Gravatá. “Estou muito feliz e agradecido pela oportunidade. O público está respondendo às expectativas e, com isso, a cidade está recebendo o Jazz de braços abertos. Temos uma vasta programação pela frente. Todos são convidados à ouvir o melhor da música”, afirmou.

__________________

Com informações e imagens produzidas e enviadas pela Secretaria de Imprensa e Comunicação da Prefeitura de Gravatá

Pop rock Nacional e a Bossa Nossa imperaram na noite de abertura do Gravatá Jazz Festival

Essa matéria é do Blog da Jornalista Fernanda Tavares – www.blogfernandatavares.com.br

 

Gravatá Jazz Festival abertura trouxe o rock nacional da banda Barão Vermelho (Crédito/Foto Ednaldo Lourenço)

Gravatá Jazz Festival abertura trouxe o rock nacional da banda Barão Vermelho (Crédito/Foto Ednaldo Lourenço)

A abertura do Gravatá Jazz Festival na noite de ontem, dia 7, em pleno sábado do tradicional bloco Zé Pereira, teve uma secção nostalgia,relembrando os vários sucessos do saudoso Cazuza, com aqueles que fazem parte banda pop -rock Barão Vermelho.

Estou falando do trio, Rodrigo Santos (baixista) Fernando Magalhães (Guitarra) e Sandro Goffi (Bateria) eles deram um show, e ainda cantaram sucessos dos saudosos Raul Seixas a pedido do público e Legião Urbana.

Após o show entre uma banda e outra o trompetista Buiú acompanhou Wallace Seixas Trio, que é comparado aqui no Brasil à Miles Davis, famoso trompetista/compositor jazz americano mostrou todo o seu controle e afinação, dando um show literalmente.

Quem não viu a sua apresentação no Pátio de Eventos, terá a oportunidade de ver o seu repertório no Jazz na Igreja, nessa segunda-feira, dia 8, a partir das 16h, na Igreja Matriz de Sant’Ana, juntamente com Mark Rapp.

Buiú vai estar se apresentando também na Igreja Matriz de Sant'Ana

Buiú vai estar se apresentando também na Igreja Matriz de Sant’Ana

Ele elógiou o Festival, e disse que a Estrutura do evento como a parte musical não deixa a desejar qualquer apresentação que acontece na Europa, ou em qualquer parte do mundo. Não acredito que estou aqui em Gravatá, acrescentou.

Já era aproximadamente meia noite, quando  a Bossa Nova tomou conta do Palco com a cantora Wanda Sá, que teve alguns trabalhos produzidos por Roberto Menescal, também estará participando do Festival na segunda-feira. Encerrando a noite Jards Macalé e Victor Biglione.

Acompanhando Wanda Sá o trompetista Mark Rapp

Acompanhando Wanda Sá o trompetista Mark Rapp

Prestigiando a abertura do Gravatá Jazz Festival, estiveram presentes a secretária Municipal de Turismo, Daniela Alecrim, o secretário de Governo, Comunicação e Imprensa, Arthur Cunha, e o curador do evento, Giovanni Papaleo.

Coronel Mário Cavalcanti interventor de Gravatá foi acompanhado da esposa Luciana Montarryos prestigiar o evento. Na foto com os integrantes do Barão Vermelho, trompetista Mark Rapp e o Secretário de imprensa Arthur Cunha

Coronel Mário Cavalcanti interventor de Gravatá foi acompanhado da esposa Luciana Montarryos prestigiar o evento. Na foto com os integrantes do Barão Vermelho, trompetista Mark Rapp e o Secretário de imprensa Arthur Cunha

 

Coronel Mário Cavalcanti e a esposa Luciana Montarroyos

 

1 58 IMG_20160206_212832352

Buiú vai estar se apresentando também na Igreja Matriz de Sant'Ana

Buiú vai estar se apresentando também na Igreja Matriz de Sant’Ana

IMG_20160206_225537956

Acompanhando Wanda Sá o trompetista Mark Rapp

Acompanhando Wanda Sá o trompetista Mark Rapp

 

TERÇA-FEIRA GORDA – Mardi Gras mistura jazz e frevo nas ruas de Gravatá

Evento acontece na terça-feira com concentração às 19h no pátio de eventos

 JAZZ TERÇA FEIRAUm dos destaques desta primeira edição do Gravatá Jazz Festival, que acontece deste sábado (6) até terça-feira (9), no município de Gravatá, com diversos shows de músicos locais, nacionais e internacionais, oficinas de música e circuito gastronômico, é a realização do Mardi Gras, um desfile carnavalesco inspirado no famoso carnaval de Nova Orleans, nos Estados Unidos, que é realizado desde 1699. Seguindo a tradição, o Mardi Gras de Gravatá será realizado na “terça-feira gorda” e contará com músicos para animar todo o percurso. Assim, já estão confirmados nomes como Street Jazz Band, Derico, Mark Rapp e Buiu.

Às 20h o cortejo carnavalesco será iniciado, tendo como ponto de partida a Igreja Matriz de Gravatá, seguindo pela prefeitura, cruzando a ponte ferroviária e terminando no pátio de eventos, ao lado da estação ferroviária da cidade. A ideia é que todos participem com fantasias coloridas para celebrar juntos a mistura de ritmos como o jazz e frevo.

Para dar uma dose extra de charme, o desfile será puxado por carros antigos. A Street Jazz Band comanda a festa, recebendo durante o percurso a participação especial de Derico, integrante do grupo musical do Programa do Jô; Buiu, ex-Cidade Negra; e o trompetista norte-americano Mark Rapp.

O Gravatá Jazz tem patrocínio da Brasil Kirin -Devassa, apoio da Secretaria de Turismo do Estado, Prefeitura de Gravatá, curadoria de Giovanni Papaléo e produção da Mono Produções Artísticas e Editora Fliporto.

Mardi Gras, uma breve história – A história conta que o festival Mardi Gras foi celebrado pela primeira vez nos Estados Unidos em 1699, quando um explorador francês chamado Sier d’Iberville desembarcou de seu navio nos bancos do Mississipi, há aproximadamente 100 km de Nova Orleans. Considerando que naquele dia, 3 de março de 1699, na França, celebravam o Mardi Gras, Sier batizou o lugar como Point du Mardi Gras.

Há outras versões sobre a origem do festival, mas todas convergem e concordam que o festival ganhou popularidade entre 1827 e 1850. O festival original era celebrado na Quarta-feira de Cinzas, pois este era o dia que precedia a quaresma. Durante a quaresma, cristãos jejuam e oram por 40 dias até o Domingo de Páscoa. O significado de Mardi Gras é, literalmente, “Terça-feira Gorda”; isso porque nesse dia, em algum momento da história, bois gordos desfilavam pelas ruas durante as celebrações às quais se seguiam banquetes suntuosos.

O CARNAVAL DE GRAVATÁ com o “METRALHADORA GIRATÓRIA”

O METRALHADORA GIRATÓRIA VAI FALAR HOJE DO C A R N A V A L DE GRAVATÁ., com o jornalista Claudio Castanha e convidados

metra 06 fevereiro 16

Começa Meio Dia pela Rádio Gravatá FM, com GIOVANI PAPALÉO (Jazz Festival Gravatá), WELLINGTOM PUDIM, ADEILDO BALANÇA. IVANDEILDO BARBOSA, LUIZ CARLOS DA TRINCHAS, CRISTINA FREITAS DO BLOCO DA SAUDADE E MIAHEIRO DE GRAVATÁ, todos, HOJE Carnavalescos.

Com Bosco Silva e Simone Cristina, produção de Marcia Daniela, direção geral de Gilson Machado Neto pelo Programa Primeira Página da Rádio Gravatá FM. Pelo Blog do Castanha, a jornalista Fernanda Tavares.

IMPRENSA do Estado repercute exoneração de PATRICIA PREQUÉ do CIRETRAN

Col Patricia

COL INALDOIrmã do vice de Gravatá é exonerada da Ciretran  (Blog do Inaldo Sampaio)

O Diário Oficial desta sexta-feira (5) publica o ato do governador Paulo Câmara exonerando a advogada Patrícia Prequé da coordenadoria da Ciretran no município de Gravatá.

Ela estava no cargo há 9 anos, é filha do ex-prefeito Luiz Prequé e irmã do atual vice Rafael Prequé (sem partido).

Atribui-se a exoneração ao fato de a advogada ser  irmã do vice-prefeito, que pediu desfiliação do PSB, na semana passada, chateado por não ter sido ouvido sobre a intervenção.

Em carta encaminhada ao governador, ele se queixa por não ter assumido a prefeitura em decorrência do afastamento do prefeito Bruno Martiniano (sem partido), por não ter sido consultado sobre a intervenção e pelo fato de o PSB já estar com um candidato nas ruas para disputar a prefeitura que é o líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Waldemar Borges.

“Eles (do governo estadual) quiseram me retaliar por eu ter saído do partido. Mas o grande retaliado foi meu pai (Luiz Prequé), que continua filiado ao PSB. Se Waldemar Borges quer juntar desse jeito, está profundamente equivocado”, disse ao Blog o vice-prefeito.

O substituto de Patrícia Prequé na Ciretran será o advogado Vital Medeiros, homem de grande conceito na cidade. Ele teria sido indicado por Waldemar Borges.

 

col MArcio DidierVereador de Gravatá diz que filha foi exonerada de cargo por retaliação do PSB

(Blog da FOLHA – Marcio Didier)

Vereador de Gravatá, Luiz Prequé (PSB) se mostrou indignado com a saída da sua filha, Renata Patrícia Prequé, da coordenação geral de uma unidade do Detran-PE  no município.  O Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (5) informa ai exoneração de sua filha.

O legislador afirmou que o motivo da saída de Patrícia Prequé foi por retaliação política. Com a atitude, o vereador promete que saíra do PSB.

“Estou só esperando o carnaval passar para enviar minha carta de desfiliação. Isso não é o PSB de Miguel Arraes, de Eduardo Campos, é um PSB raivoso”, criticou o vereador.

O seu outro filho, o vice-prefeito Rafael Prequé, fez inúmeras criticas ao processo de intervenção de Gravatá.

Questionado sobre a saída de Renata Patrícia do Detran, o presidente estadual do PSB, Sileno Guedes, informou não é prática do partido “retaliar quem quer que seja”.

“Essa discussão (da saída de Renata Prequé) compete aos quadros do Detran. Não há prática do PSB ou do governo de retaliar quem quer que seja”, afirmou Sileno, ao Blog da Folha, antes da abertura oficial do Carnaval do Recife, nesta sexta.

O Blog da Folha tentou entrar em contato com a assessoria do Detran para saber sobre o caso, mas não obteve retorno.

 

col JamildoEm Gravatá, vereador critica PSB e diz que partido é ‘vingativo’ (Blog do Jamildo – NE10-JC)

O vereador de Gravatá Luiz Prequé teceu duras críticas ao próprio partido, o PSB, após a demissão da filha, Renata Prequé, que ocupava a diretoria Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) do município. Segundo Luiz, a atitude foi uma retaliação devido à desfiliação do seu filho, Rafael Prequé, vice-prefeito de Gravatá, neste mês.

“O PSB é raivoso, destila raiva. O PSB de hoje que vejo não é o PSB do doutor Arraes, de Eduardo Campos, que vai para a discussão. Esse que está no comando é raivoso, vingativo”, disse.

Para ela, o comportamento do partido está sendo uma tentativa de expulsá-lo da sigla. “Já tenho vários partidos em vista, mas ainda não me defini. Quando passar o Carnaval, decido minha filiação até 2 de abril”, revelou.

col Magno“PSB retalia grupo do ice-prefeito em Gravatá’ (Blog do Magno Martins)

O PSB começou a retaliar o grupo do vice-prefeito de Gravatá, Rafael Prequé, que é filho do ex-prefeito Luiz Prequé, desde que tomou conhecimento de que corre um processo na justiça contestando a intervenção no município e consequentemente o direito do vice assumir no lugar do coronel Mário Cavalcanti. O PSB também não gostou da desfiliação de Rafael da legenda, comunicada ao partido há 30 dias e, por isso, segundo os socialistas históricos de gravatá, as retaliações estão sendo mais ostensivas.

Hoje, foi enviada ao blog uma nota relatando mais uma represália do partido. A filha de Luiz Prequé, Patrícia Prequé, foi exonerada sem qualquer comunicação prévia do cargo de diretora do CIRETRAN de Gravatá.

Patrícia estava no cargo desde 2008, foi nomeada pelo ex-governador Eduardo Campos e estava de licença médica após uma cirurgia. No lugar dela, assumiu o engenheiro gravataense Vital Medeiros, ex-vereador, professor da rede estadual e diretor regional do CREA PE. Segundo Luiz Prequé, a forma como aconteceu a exoneração é uma clara retaliação promovida pelo PSB.