A Industria Construção civil em Gravatá continua emperrada. Quem investiu aqui se deu mal.

 A Industria Construção civil em Gravatá continua emperrada, enquanto que, nos municípios vizinhos de Caruaru, Bezerros, Sairé e Chã Grande este segmento já começa a andar e produzir bons resultados.

 É grande o número de empresários e investidores do mercado imobiliário com realizações nesses municípios.

imo bta. Empresas e empreendedores que investiam aqui foram embora.  Nos últimos quatro anos passaram a construir em Caruaru e aquela cidade nunca ganhou tantos empreendimentos. É tudo muito visível e fácil de se constatar. É só olhar para a nova cara da cidade de Vitalino. .

. A região da Serra Negra de Bezerros nunca foi tão cobiçada.5.  

. Loteamentos, áreas especiais e novas edificações chegam a cada dia.

serra negra A Prefeitura daquele município tem facilitado nos contatos com os empreendedores e investidores desse mercado, mesmo tudo acontecendo nos mais rígidos rigores e controles com a Lei do Uso do Solo, com o processo planejado de urbanização ordenada e as questões do Meio Ambiente, do ecossistema da Serra Negra, uma região privilegiada pela natureza, que já virou point de turismo de visitação e de famílias que estão construindo ali sua segunda residência.

 A cidade de Sairé já começou a receber novos investimentos e iniciativas que vem abrindo o mercado da construção Civil naquela cidade. Hoje um exemplo de uma boa administração e gestão pública municipal na Região.

  cond cha As mudanças em Chã Grande começam e são visíveis logo na entrada da cidade, com belos condomínios e residências especiais. Chã Grande também tem se destacado pela construção de casas populares, residências para pessoas pobres que precisam de oportunidades para construir, Tudo isso incentivado pela Prefeitura que adotou politicas publicas eficientes para fortalecer esse mercado.

  E em Gravatá? Tudo continua parado, estagnado, com muitas ofertas, e apesar da procura, são muitas as dificuldades e o nosso sistema emperrado. Muita gente critica a atual gestão municipal que tem dificultado a realização de negócios e o surgimento de novos empreendimentos.

  Várias empresas da construção civil deixaram de investir em Gravatá, Foram embora para outros lugares, foram enfrentar a crise com criatividade, em cidades que enfrentam a crise com determinação e criatividade.

Gravatá nunca teve tanta oferta de imóveis que estão a venda e não encontram compradores.

  Gravatá nunca teve tantos trabalhadores na construção civil desempregados e sem oportunidades por aqui. Estão migrando para outros centros para ir buscar o abençoado pão de cada dia, para manter suas familhas.

 Tenho recebido muitas informações e contatos de empresários da construção civil, investidores e agentes imobiliários que passaram a investir em outros mercados e se deram bem depois que saíram de Gravatá.

  Tudo que eu falei aqui é muito fácil de se verificar, de se constatar a veracidade do meu comentário de hoje. Quem tiver dúvidas, antes de criticar, procure se informar.

 Preferia evitar esses assuntos negativos de Gravatá. Mas, precisamos ser sensatos, verdadeiros e fazer as críticas dos fatos que estão acontecendo por aqui.

   Porque Gravatá parou? Gostaria que alguém dessa essa resposta e dizer como poderemos contribuir para Gravatá sair da estagnação.