A FARRA DOS VEREADORES DE GRAVATÁ. Denuncia do Blog Cleiton Pereira

Vereadores de Gravatá gastam mais que prefeitura com diárias

blog2

Com informações do blogcleitonpereira

CAMARA-VEREADORES-GRAVATA

A Prefeitura e a Câmara Municipal de Gravatá gastaram juntas em 2017 o valor de R$ 351.580,00 (Portal Tome Conta – TCE-PE); O Prefeito Joaquim Neto – PSDB, foi o recordista com R$ 32.000,00, seguido pelo Presidente da Câmara de Vereadores, Léo do Ar – PSDB que gastou R$ 23.150,00, já os demais vereadores receberam juntos R$ 181.150,00.

Contabilizando os gastos com diárias dos representantes do Legislativo municipal (15 vereadores) que mensalmente desfrutam do salário de 8 mil reais, chegamos a quantia de R$ 204.300,00 (53,3%). Ou seja, mais de 218 salários mínimos foram gastos com despesas com alimentações, estadias e locomoções efetuadas apenas pelos vereadores, superando assim o Poder executivo.

Relação de gastos do Prefeito, Vice Prefeito e vereadores com diárias em 2017:

O CLAMOR DO POVO – 1,5 milhão de assinaturas pelo impeachment de Gilmar. Abaixo-assinado deve chegar a 3 milhões de brasileiros decepcionados

gilO abaixo-assinado deve ser entregue ao Senado Federal e ao senador Álvaro Dias. A meta dos ativistas é chegar a 3 milhões de assinaturas pelo impeachment de Gilmar do STF.

Com informações do blog do jornalista Magno Martins

Um abaixo-assinado cadastrado na plataforma de ativismo virtual Change.org pedindo o impeachment do ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes já tem mais de 1,5 milhão de assinaturas.

O documento do abaixo-assinado afirma que o juiz “proferiu diversas vezes decisões que contrariam a lei e a ordem constitucional”, como nas decisões em que mandou soltar o empresário Eike Batista e o empresário do setor de transportes Jacob Barata Filho.

“Gilmar Mendes, especialmente, concede reiteradamente habeas corpus a poderosos (Daniel Dantas recebeu habeas corpus num domingo), demonstrando julgar com parcialidade e a favor de interesses que nem sempre coincidem com o bem comum. Preside um TSE que envergonha o país validando uma chapa que abusou do poder econômico de forma incontestável”, afirma o criador do abaixo-assinado, José Luiz Maffei.

 

USURPAÇÃO – Falsos padres conhecidos aqui em Gravatá foram reconhecidos na transmissão de TV e denunciados, quando participvam de missa na Canção Nova, de Cachoeira Paulista

IMAGEM NACIONAL DA TV CANÇÃO NOVA MOBILIZOU GRAVATÁ CONTRA OS FALSÁRIOS

Falsos padres vêm confundindo o povo com roupas litúrgicas da Igreja Católica, afirmando que celebram Missa e outros sacramentos, numa inequívoca afronta a legislação vigente notadamente.

PADRECachoeira Paulista – Jovens que se passam por sacerdotes da Igreja Católica têm circulado por cidades do Brasil e, no último dia 13 de dezembro, participaram de uma Missa na Comunidade Canção Nova, em Cachoeira Paulista (SP), tendo sido retirados do presbitério assim que a falsidade ideológica foi descoberta.

O fato ocorreu durante a Celebração Eucarística presidida por Padre Roger Luís, transmitida pelo canal Canção Nova. No presbitério estavam dois falsos sacerdotes, os quais tinham sido denunciados pela Diocese de Caruaru (PE) em outubro deste ano.

Na ocasião, a Diocese pernambucana publicou um comunicado no qual declara que “José Lucas Carlos Pinheiro, nascido em Gravatá aos 11/02/1998, Jonathan Alifer Albuquerque da Silva, nascido em Apucarana – PR aos 07/06/1996, Carlos, de Camocim de São Felix, afastaram-se da Igreja Católica, Apostólica, Romana”.

Segundo a nota, estes jovens “vêm confundindo o povo com roupas litúrgicas da Igreja Católica, afirmando que celebram Missa e outros sacramentos, numa inequívoca afronta a legislação vigente notadamente o Artigo 7° do Decreto n. 7.107, de 11/02/2010 (Acordo Brasil – Santa Sé), que ‘garante a proteção dos lugares de culto da Igreja e de suas liturgias, símbolos, imagens, e objetos cultuais, contra toda forma de violação, desrespeito e uso ilegítimo’”.

A Diocese de Caruaru informou que havia recebido “comunicação fidedigna sobre o uso de vestes eclesiásticas e litúrgicas por parte de cristãos leigos residentes em Gravatá – PE e Camocim de São Félix – PE”, além de ter “em mãos fotografias que confirmam esta usurpação”.

“Conclamamos os fiéis Católicos a permanecerem em comunhão com a Igreja Católica, com o Papa Francisco e com o Bispo Diocesano, e, portanto, a não participarem de celebrações por eles promovidas, pois as mesmas não têm nenhum valor religioso ou sacramental. O Código de direito canônico preceitua que, ‘quem não é promovido à ordem sacerdotal e simula a administração de um sacramento, seja punido com justa pena’ (Cân. 1378 e 1379)”, acrescenta.

Um dos falsos sacerdotes se apresenta em seu perfil do Facebook como Dom Jorge Heracleo e afirma ser Bispo da Igreja Católica Apostólica Cristo Eterno Sacerdote, na Arquidiocese de Gravatá.

Entretanto, segundo a divisão eclesiástica territorial, a cidade de Gravatá pertence à Diocese de Caruaru, não compreendendo assim a uma Arquidiocese, como indica o perfil do falso Bispo.

No Facebook há ainda uma página intitulada Arquidiocese de Gravatá, na qual aparecem algumas fotos dos três falsos sacerdotes, incluindo imagens do que seria a “celebração de posse episcopal de Dom Jorge Heracleo na paróquia de Nossa Senhora Aparecida da cidade de Camocim de São Félix”.

Por sua vez, Jonathan Alifer Albuquerque, também apontado no comunicado da Diocese de Caruaru como um dos falsos sacerdotes, indica em seu perfil no Facebook que é Chanceler da Cúria diocesana na Arquidiocese de Gravatá e Padre na Igreja Católica Apostólica Cristo Eterno Sacerdote.

Após o ocorrido no último dia 13 de dezembro, as imagens dos falsos sacerdotes logo repercutiram nas redes sociais.

“Estes dois farsantes já foram condenados pela Igreja Católica e estão invadindo as paróquias se passando por Padres Católicos”, denunciou a página de Facebook Escolástica da Depressão.

Internautas que assistiram a celebração relataram nos comentários da publicação que “depois da Consagração, eles saíram de repente do Altar”.

“Foi estranho… Penso que foi o próprio Deus, porque eles não chegaram a entregar a Eucaristia, foi exatamente nessa hora que alguém os tirou do Altar”, comentou Marli Matos.

Por sua vez, Raquel Almeida assinalou que “os dois apresentaram uma carteirinha falsa, por isso conseguiram” participar da Missa como padres.

Depois do ocorrido, a Diocese de Lorena, onde se encontra a Comunidade Canção Nova, informou que “falsos padres estão se apresentando como ministros legitimamente ordenados da Igreja Católica dentro” de seu território diocesano.

“Na expectativa de se passarem por sacerdotes, eles se oferecem para ministrar sacramentos. Os dois jovens que foram vistos recentemente participando como concelebrantes da Santa Missa na Canção Nova não receberam nenhum ministério da Igreja Católica, o que torna inválida qualquer pretensa ação litúrgica exercida por eles”, conclui.

SE A MODA PEGA. Vereadores de Santa Cruz do Capibaribe votaram para si um vale auxílio-alimentação de R$ 1,2 mil

População protesta. Projeto foi aprovado após uma liminar suspender o reajuste concedido em 2016 para os salários dos vereadores. Primeira reunião ordinária do segundo semestre foi nesta quinta (3).

camara santa cruz

 Câmara de Vereadores de Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste de Pernambuco, realizou na tarde desta quinta-feira (3) a primeira reunião ordinária após o recesso.

Esta foi a primeira sessão após a aprovação da lei que concede auxílio-alimentação no valor de R$ 1,2 mil ao vereadores, aprovada em reunião antes do recesso.

O plenário da Casa Doutor José Vieira de Araújo ficou lotado e a população, em forma de protesto, colocou cestas básicas na frente da câmara com as frases “vergonha” e “revoga já”. O ato também contou com o apoio de um grupo de empresários.

O grupo protocolou um pedido de fala para a reunião, negado pela Câmara. “Começamos isso quando fomos pegos de surpresa, quando os vereadores tomaram para si esse auxílio-alimentação.

A grande maioria da população está revoltada com esta situação”, disse o empresário Walmir Ribeiro, um dos organizadores do protesto.

Em Caruaru, salário dos vereadores sobe de R$ 9 mil para 15 mil

PENSE NUMA CASA PARA ABRIGAR TANTOS CORRUPTOS E ESPERTALHÕES …

caruaruEm plena crise de emprego e inflação para a maioria da população, os vereadores de Caruaru aprovaram, na reunião pública ocorrida nesta terça-feira (01), o Projeto de Lei nº 7.027/2016, de autoria da Mesa Diretora da Câmara, estabelecendo os subsídios dos parlamentares para a legislatura compreendida entre os exercícios de 2017 a 2020.

O projeto fixou os vencimentos dos próximos vereadores em R$ 15 mil brutos (líquido de R$ 11.330,48, após os descontos de imposto de renda e contribuição previdenciária).

Atualmente, os vereadores recebem subsídio mensal no valor de R$ 9 mil.

De acordo com a casa, a correção atende ao que determina o inciso VI do Art. 29 da Constituição Federal, que estabelece que os subsídios para a próxima legislatura devem ser fixados na atual, antes das eleições.

“O reajuste foi calculado baseado na variação do IPCA entre 2009 – data da última correção – e 2016, acumulado em mais de 59%, e tendo como base constitucional o percentual de 60% sobre os subsídios percebidos pelos deputados estaduais, que hoje é de R$ 25 mil”, disse o presidente da Câmara, vereador Leonardo Chaves.

“O valor atual dos subsídios, equivalente a R$ 9 mil, vem sendo pago sem alteração desde janeiro de 2009, não obstante a expectativa de recomposição anual, o que não ocorreu. O valor proposto, além de estar dentro dos limites constitucionais, corrige uma defasagem acumulada em sete anos”, diz Leonardo.

O novo valor passa a vigorar a partir de 1º de janeiro de 2017.

_______________________

Esse texto foi publicado no blogdojamildo (NE10-Jornal do Commercio) e nas redes sociais

Líder do Democratas, Mendonça Filho, afirma que estimativas negativas para 2016 refletem desgoverno do PT.

“Inflação e desemprego em alta e a maior recessão da história republicana do País”

mendonça dilhoO líder do Democratas na Câmara, deputado Mendonça Filho, lamentou que a semana comece com expectativas sombrias para 2016, depois de um ano de muitas dificuldades para a população. “Infelizmente os brasileiros continuarão sofrendo os efeitos do desgoverno do PT, enfrentando inflação e desemprego em alta e a maior recessão da história republicana do País”, disse, comentando o relatório Focus, divulgado hoje pelo Banco Central.

“O PT faz tanto mal ao Brasil. Quebrou o País, desestruturou as contas públicas e afugentou investidores. Lamentavelmente, será preciso muito tempo e esforço para retomarmos o caminho do crescimento, do equilíbrio e da geração de empregos”, afirmou. Mendonça citou que a expectativa de crescimento subiu para -3%, enquanto a inflação saiu de 6,93% para 7,23% em 2016, segundo os analistas que contribuíram para as avaliações da autoridade monetária.

Os números do relatório indicam que o ano será de dificuldades, situação que consolida um quadro recessivo que resultou em 1,5 milhão de novos desempregados em 2015. “O setor produtivo está asfixiado, sem condições de gerar novos postos de trabalho. É uma perda, que reflete a triste realidade vivida pela população”, concluiu.

Porque uma empresa de recolimento de lixo tem tanto poder em Gravatá?

Existe alguma maneira de proteger a população de uma calamidade dessa?

lixoDenuncias nunca provadas ou confirmadas – mas, muito faladas – revelam que a coleta de lixo de Gravatá é uma das mais bem pagas do Estado. O Tribunal de Contas do Estado – TCE, sempre divulgou que essas questões sempre estiveram em investigação. Mas nunca se viu punição.

E porque a Prefeitura sempre teve problemas de honrar com o pagamento dos serviços de limpeza urbana?

No final de 2012 Gravatá passou um Natal e o réveillon com lixo nas ruas.

No final deste ano de 2015, Gravatá está coberta de lixo, presente de Natal e de réveillon.

Nos meses de outubro e novembro a coleta do lixo foi suspensa em alguns fins de semana por que a empresa que presta o serviço alegava que teria paralisado a coleta por falta de pagamentos.

A última notícia veiculada na cidade é que a Prefeitura teria ficado devendo R$ 1,3 milhão a empresa que estava prestando o serviço.

E as perguntas que o povo faz:

– o que a população que paga seus impostos tem a ver com isso?

– que poder tem uma empresa dessa que abandonar a população ao lixo deixando de prestar um serviço essencial e indispensável à população? Existe alguma lei que protege o cidadão desses vexames?

– porque a gestão pública deixa a situação chegar a um extremo desse prejudicando a população e emporcalhando a cidade, causando sérios problemas de saúde da comunidade e ao bem estar social?

– quem pode resolver esse problema que já está insuportável?

– cabe alguma punição a empresa que deixou a cidade jogada ao lixo mesmo com a dívida pela falta de pagamento?

– existe alguma lei que protege o cidadão de uma calamidade dessa?

Ficam as perguntas enquanto o lixo continua acumulado nas ruas. 

Cofres das Prefeituras de Pernambuco com queda de R$ 45 milhões no repasse do FPM de novembro

Primeira parcela do mês de novembro do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), agendada para ser paga nesta terça-feira (10), sofrerá uma queda de 19%.

prefeitura 3Durante ato na Alepe, o presidente da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe) e prefeito de Afogados da Ingazeira, José Patriota (PSB), anunciou que a primeira parcela do mês de novembro do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), agendada para ser paga nesta terça-feira (10), sofrerá uma queda de 19%.

Nesta segunda-feira (9) gestores pernambucanos se reuniram em um ato na Alepe.  A mobilização acontece para alertar a sociedade e aos governos Federal e Estadual sobre a situação econômica grave das prefeituras.

É preciso compartilhar a situação que estamos. O que acontece nos municípios, quem sofre é a sociedade. Não podemos fazer de conta que não existe crise”, disse Patriota. “E a situação continua agravando, para novembro, por exemplo, temos um prenúncio de queda do FPM em 19%. São os meses que historicamente sempre tiveram uma melhoria: novembro e dezembro”, acrescentou.

De acordo com secretário-geral da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) e prefeito de Cumaru, Eduardo Tabosa (PSD), a queda representa R$ 45 milhões a menos nos cofres das prefeituras pernambucanas. Eduardo detalhou que um dos itens que tem ampliado a redução é a falta de pagamento de impostos das empresas privadas.

“Elas preferem optar por um Refis – acordo com o Governo Federal – posterior, do que o pagamento do ICMS”, pontuou. “Esta normalmente é a maior parcela do mês e o que preocupa é que o FPM é sazonal. Tem crescimento até maio, porque aí entra imposto de renda, e depois disso ele cai. Em um ano normal, ele já deveria estar crescendo, mas ao contrário continua caindo”, completou o prefeito.

A queda do FPM neste mês, segundo Tabosa, atrapalha no pagamento do 13º. “Vamos ter que pagar o 13º e negociar a folha de dezembro. A solução deve ser esta para muitos prefeitos”, observou.

________________________

Com informações do blogdojamildo NE10-JC

Mais de 100 Prefeituras de Pernambuco estão sem dinheiro para pagar salários de dezembro e o 13º

Os prefeitos reclamam da distribuição desigual dos recursos arrecadados entre os entes federados e da alta concentração do bolo tributário por parte da União.

prefeitos 1prefeitos 2A atual crise aprofundou esse quadro já trágico. O final do ano que se aproxima, com a perspectiva de não honrar os compromissos como o pagamento do 13º salário, tem gerado um quadro sombrio para as prefeituras municipais”, disse o presidente da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), José Patriota.

Após o ato na assembleia, os prefeitos divulgaram uma “Carta Aberta” à sociedade apresentando os problemas e contendo propostas para superação da crise. Às 11h30, uma comitiva de prefeitos foi recebida no Palácio do Campo das Princesas pelo governador Paulo Câmara (PSB).

Os prefeitos reclamam da distribuição desigual dos recursos arrecadados entre os entes federados e da alta concentração do bolo tributário por parte da União.

“A crise apenas agravou a situação. A base de toda essa penúria vivenciada pelos municípios brasileiros não é outra senão a repartição injusta e desequilibrada dos recursos entre os entes federativos, no qual a União fica com 60%, os Estados com 25% enquanto os municípios ficam apenas com 15% e toda a responsabilidade e ônus da execução”, diz um trecho da carta que será entregue ao governador.

Prefeitos de todas as regiões do Estado lotaram as dependências do plenário e tribunas de honra. A audiência contou com as presenças do presidente da Alepe, Guilherme Uchoa, deputados estaduais Aloísio Lessa, Augusto César, Rogério Leão, Rodrigo Novaes, Edilson Silva, Antônio Moraes, Júlio Cavalcanti, Ângelo Ferreira, Sílvio Costa Filho, Botafogo Júnior, José Maurício, Odacy Amorim, Joaquim Lira e Henrique Queiroz.

________________________

Com informações do blogdojamildo NE10-JC

 

 

Com o dinheiro roubado da Petrobrás (R$ 6,2 bi) seria possível construir cerca de 1,7 mil escolas com capacidade de 432 alunos por turno ou comprar 41 mil ônibus escolares rurais.

Dinheiro roubado que serviu para sustentar o PT e alguns políticos de partidos da base política da presidente Dilma Rousseff

VERGONHA NACIONAL (Assuntos que o povo tem que saber e refletir)

(Postado às 02hs01m do dia 26 de abril, DOMINGO)

 

dilmaCom os R$ 6,2 bilhões seria possível construir cerca de 1,7 mil escolas com capacidade de 432 alunos por turno ou comprar 41 mil ônibus escolares rurais.

Os recursos também seriam suficientes para a construção de aproximadamente 3 mil Unidades de Pronto Atendimento (UPA 24h) de porte II, que cobrem locais que possuem entre 100 mil e 200 mil habitantes e recebem até 300 pacientes diariamente, ou, ainda, para comprar 50,5 mil ambulâncias.

O valor ainda pode ser comparado a programas importantes do governo federal. O programa Mais Médicos, por exemplo, vai custar cerca de R$ 3,2 bilhões em 2015, isto é, praticamente metade dos custo com corrupção na Petrobras. Os recursos desviados equivalem a 22% dos R$ 27,7 bilhões previstos para o programa Bolsa Família.

PREJUÍZO

Ao todo, a Petrobras registrou prejuízo R$ 21,6 bilhões no ano de 2014, impactada por perdas de R$ 44,63 bilhões em função da desvalorização de ativos, além dos R$ 6,2 bilhões relativos à corrupção. O resultado é praticamente o inverso ao apurado em 2013, quando a estatal teve lucro de R$ 23,6 bilhões.

O prejuízo foi calculado usando a aplicação de percentual fixo de 3% sobre o valor de contratos, número citado nos depoimentos da Lava-Jato.

Para definir o período e montante de gastos adicionais, a Petrobras levantou todos os contratos das companhias citadas como integrantes do cartel e concluiu, com base nos depoimentos, que o período de atuação do esquema de pagamentos indevidos foi de 2004 a abril de 2012.

Segundo o balanço, 55% das perdas com corrupção foram detectadas na área de Abastecimento, que foi controlada por Paulo Roberto Costa, no total de R$ 3,42 bilhões. Já a área de Exploração e Produção provocou perdas de R$ 1,97 bilhão, equivalente a 32% do total. O restante do gasto com corrupção foi diluído pelas áreas de Distribuição, Internacional e Corporativo.

 

_________________
Postado por Cláudio Castanha – “an passant”

(A qualquer momento, tem mais noticias aqui no Blog – Se for necessário e o assunto importante)