Diego Brandy: Eduardo Campos e a máquina do tempo. “Lembrar Eduardo Campos é ter saudade do futuro que não foi.”

UM TEXTO PUBLICADO NO DIARIO DE PERNAMBUCO

DIOGODiego Brandy é o publicitário marketeiro político argentino que acompanhou Eduardo Campos por dez anos, acumulando vitórias eleitorais para o socialista em Pernambuco. Ele já havia preparado a campanha política de Eduardo para a presidencia da República, naquele 2014

Não sou isento. Nem quero ser. Cheguei em Pernambuco faz mais de dez anos da mão de Eduardo. Ele começou sendo cliente, pouco depois virou amigo e logo depois família. Foi ele que construiu algum prestígio pra mim e que me fez testemunha de muitas situações que nenhuma crônica registrou. Esse prestigio criado, foi muito baseado na minha suposta capacidade de fazer prognósticos. A partir de 2012 falamos muitas vezes sobre o que podia acontecer em 2014 e analisamos diversos cenários e variáveis que poderiam influenciar no processo de criar viabilidade para uma candidatura presidencial.

Um dos raciocínios que eu colocava era que o pior que podia acontecer, perder a eleição, também era uma coisa boa porque instalava Eduardo como protagonista da cena política nacional. Claro que em todas essas prospecções do que poderia acontecer ninguém pensou no cisne negro que ocorreu no 13 de agosto em Santos. Certamente essa seria a “previsão” que eu mais gostaria ter feito na minha vida para poder driblar esse cisne.

Hoje muitas pessoas continuam me perguntando sobre a crise política no Brasil e sobre como será sua evolução. Eu até respondo algumas coisas, mas no fundo, o que penso é que a melhor solução para o Brasil seria investir um dinheiro em pesquisa científica para inventar a máquina do tempo. E imagino que não sou o único a pensar a mesma coisa,

Assim, alguém poderia acionar essa maquina e avisar Eduardo para não subir naquele avião. Então ele poderia pousar suavemente num voo de carreira para continuar sua campanha. E todos felizes. A família e os amigos, felizes. FHC, Aécio, Marina e Lula, felizes. E com o tempo, duzentos milhões de brasileiros mais felizes do que hoje. Se uma coisa pensavam igual Aécio e Dilma era na possibilidade de Eduardo ganhar porque ambos conheciam ele. Certa vez, uma respeitada jornalista perguntou-me qual era o segredo para Eduardo passar oito anos como governador com uma aprovação de 90% em média. “É muito simples, o cara é bom”, respondi. E era. Nunca Eduardo precisou do marketing.

O dia em que Marina Silva desistiu de ser candidata para declarar apoio a Eduardo, Aécio Neves ligou e perguntou brincando se não tinha um lugar pra ele naquele arranjo. Brincadeira, mas nem tanto. A última vez que Eduardo ainda como governador visitou Dilma no Planalto, a presidenta, apontando para sua cadeira, disse pra ele, brincando: “Essa cadeira vai ser sua”. Brincadeira, mas nem tanto.

O segundo turno poderia até ser um trâmite simples com o voto tucano. Mas isso é anedota. O importante é que as vítimas da tragédia de Santos não foram apenas as sete pessoas que estavam no avião, foram duzentos milhões de brasileiros. No dia seguinte, alguém colou num muro de uma estação de metrô em São Paulo um bilhete que dizia: “Eu tinha um candidato para votar e não sabia”. Como diz a melhor frase do marketing político – criada por Gilberto Gil para outros fins – “o povo sabe o que quer mas o povo também quer o que não sabe”. Não sabiam que queriam Eduardo até o dia da tragédia, mas iriam ter tempo pra saber.  Milhões de brasileiros choraram poucos dias depois ao ver chorar o povo mais humilde de Pernambuco se despedindo de Eduardo Campos. Quantos políticos brasileiros conseguiriam que o povo chore por eles sem pagar por isso uma nota de cem? A história dos povos sempre é feita por forças maiores que os seus protagonistas, mas a história dos protagonistas pode sim marcar o ritmo da história de um povo. Protagonista na tragédia grega é o primeiro – protos – a agonizar, a morrer. Sem o protagonista a agonia só se arrasta, se estende.  Quem vive no Brasil hoje, sem protagonistas, entende disso.

Na biografia do homem dirá que ele viveu 49 anos. Isso é relativo. Ele viveu com uma intensidade que é equivalente a cem ou duzentos anos de qualquer um de nós, mais mortais do que ele. Foi com a sabedoria de tantos anos de vida que Eduardo Campos basicamente nos ensinou a distinguir quem é do bem e quem é do mal.

Ele era do bem. Se inventam tantas coisas inúteis, porque não se investe em algo que poderia ser tão útil para o país como a máquina do tempo. Lembrar Eduardo Campos é ter saudade do futuro que não foi.

Três anos: missa em homenagem a Eduardo Campos é realizada em Casa Forte

eduardo 2A missa deste domingo (13) na igreja Matriz de Casa Forte teve muitas homenagens.

missa eduardoO ex-governador Eduardo Campos e o avô dele Miguel Arraes foram lembrados pelo aniversário da morte.

Eduardo Campos morreu no dia 13 de agosto de 2014, no litoral de Santos, aos 49 anos, vítima de uma queda de avião. Ele viajava quando fazia campanha para o pleito de presidente da República pelo PSB.

A igreja estava lotada e, assim como Campos, as demais vítimas do acidente foram homenageadas, entre elas o assessor de comunicação Carlos Percol, o fotógrafo Alexandre Severo, que receberam um abraço fraterno do padre Rinaldo, que realizou a cerimônia.

O núcleo político deixado por Campos esteve presente. Participaram o governador Paulo Câmara (acompanhado da primeira dama do estado, Ana Luiza Câmara), o vice-governador de Pernambuco e secretário de desenvolvimento, Raul Henry (com a esposa Luiza Nogueira) e o prefeito do Recife Geraldo Julio (acompanhado da esposa Cristina Melo).

Também compareceram o secretário de Educação do Recife, Alexandre Rebêlo; o presidente da Assembleia Legislativa, Guilherme Uchôa; o deputado estadual, Aluisio Lessa.

Da família, compareceram a viúva Renata Campos com os filhos Miguel, José e João Campos e a mãe do ex-governador, a ministra Ana Arraes. O irmão e candidato derrotado na eleição para a prefeitura de Olinda, Antônio Campos, também esteve presente.

UM MISTÉRIO QUE NUNCA FOI DESVENDADO. Eduardo Campos morreu na queda de um avião em 13 de agosto de 2014, num mesmo dia 13 da morte do seu avô Miguel Arraes ocorrida em 2005.

eduardo 2Três anos se passaram depois daquele fatídico 13  de agosto de 2014. Para muitos correligionários e amigos do ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos,  a Polícia Federal ainda não conseguiu desvendar os mistérios sobre a a sua morte, ocorrida com a queda e explosão de um avião, na cidade de Santos, em São Paulo.

É o que muita gente ainda pensa

EDU ACIDENTEEle morreu vitima da queda de um avião, juntamente com mais seis pessoas, quando disputava a campanha pela presidência da república do Brasil.

De acordo com informações do jornal ‘O Estado de São Paulo’ em matéria publicada no ano passado, a PF indiciou vinte pessoas que eram investigadas na ‘Operação Turbulência’.

A estranha ligação do nome de Eduardo Campos em um escândalo de corrupção quase dois anos depois de sua morte tem chocado muitos brasileiros, especialmente pernambucanos.

Nas redes sociais da internet, pernambucanos que viveram uma enorme comoção com a morte do político até hoje demonstram não acreditar no noticiário. “Isso é para esconder a verdadeira informação. Derrubaram o avião dele”, especulou um internauta.

A queda do avião do representante do PSB é investigada até hoje como acidente. Autoridades preferem sempre tratar o assunto sem querer admitir que o acidente poderia ter sido um atentado criminoso de quem queria impedir a ascensão política de uma candidato na disputa pela presidência da República.

Naquele ano, depois que Campos faleceu, restou à ex-Senadora pelo Acre Marina Silva virar cabeça de chapa da legenda. Ela acabou terminando a campanha em terceiro lugar, mesmo em muitos momentos tendo aparecido como a mais votada em pesquisas eleitorais.

Como todo o Brasil sabe, semanas depois da morte de Eduardo Campos, Dilma e Aécio foram os vencedores do primeiro turno da campanha. Ambos disputaram uma das brigas eleitorais mais acirradas da história, mas Rousseff foi a grande vencedora.

No entanto, um ano após conseguir o novo pleito, a representante do PT terminou por ser retirada do cargo por conta do processo de impeachment. E daí, como todo mundo sabe, assumiu Michel Temer … esse é o Brasil sem Eduardo Campos.

 

SAUDADES DE UM AMIGO. 10 DE AGOSTO. Nascia Eduardo Campos. 13 DE AGOSTO. Morria tragicamente na queda de um avião.

Momentos com Eduardo Campos. Com uma talha do artesão Gravataense Galdino, no Natal de 2013. Numa entrevista na casa do deputado constituinte Gilson Machado Guimarães. Com um quadro do artista plástico gravataense Cleuton Azevedo no Natal de 2014. Momentos marcantes.

edu e castanha

????????????????????????????????????

Entrevista história para Rádio Gravatá FM, durante a festa de aniversário do deputado constituinte Gilson Machado Guimarães.

eduardo_campos_e_cleuton eduardo_campos_e_cleuton_1

Juíza determina que investigação do acidente que matou Eduardo Campos ocorra por mais tempo

eduardo 2Juíza Alessandra Nuyens Aguiar Aranha, da 4ª Vara Federal de Santos, ampliou o prazo para que as ações sejam julgadas.

Fonte G1 Globo.

eduardo 1A juíza Alessandra Nuyens Aguiar Aranha, da 4ª Vara Federal de Santos, no litoral de São Paulo, interrompeu o prazo de prescrição para ações judiciais sobre o acidente que matou o então candidato à presidência da república Eduardo Campos (PSB), em agosto de 2014.

A decisão foi proferida após a mãe de Eduardo Campos, Ana Lucia Arraes de Alencar, e o irmão do presidenciável, Antonio Ricardo Accioly Campos, não concordarem com os laudos do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa). Na época, o Cenipa apontou quatro motivos para o acidente: Indisciplina de voo, atitude dos pilotos, condições meteorológicas adversas e desorientação.

Com a decisão, a juíza amplia o prazo para que as ações contra União e a Cessna Aircraft Corporation, que fabricou o jato Cessna Citation 560 XL, sejam julgadas. Além do pedido da família para prorrogar o prazo, a juíza ordenou que o Ministério Público Federal (MPF) avaliará a produção de provas antecipadas sobre o acidente. Delas dependerão, segundo a juíza, “as ações cíveis cabíveis” que possam ser impetradas contra a União e a empresa fabricante da aeronave.

Acidente

O acidente que matou o ex-presidenciável e mais seis pessoas aconteceu em agosto de 2014, em Santos, no litoral de São Paulo. Eduardo Campos se dirigia à região para participar de um evento relacionado ao Porto, quando o avião em que viajava caiu em uma área urbana do município.

O Banco Interamericano de Desenvolvimento – BID presta homenagem a Eduardo Campos premiando ações inovadoras de gestão pública

eduard0
Numa soledade que se realiza no final da tarde desta terça-feira (19/04), em Washington, o Banco Interamericano de Desenvolvimento – BID entrega, pela primeira vez, o prêmio Eduardo Campos de gestão pública – Goverarte 2015.
O prêmio é atribuído a governos locais e regionais que inovaram na pratica de gestão criando mecanismos que garantem transparência e facilitam o acesso da população aos serviços públicos.
A ex-primeira dama Renata Campos e todos os filhos, inclusive o pequeno Miguel, viajaram aos EUA e receberão do BID uma homenagem especial a Eduardo.
A solenidade acontece às 17h, hora de Brasília. “Ter o nome de Eduardo associado a um prêmio que dá visibilidade a boas práticas de gestão é algo que nos emociona muito.
Ainda mais por ser iniciativa de uma instituição com o BID, de tanto peso internacional”, comentou Renata Campos dirigindo-se ao,presidente do BID, Luis Alberto moreno, um empresário e diplomata colombiano que dirige a instituição desde 2005.
Na solenidade de hoje, além de premiar os cinco projetos escolhidos entre 93 candidaturas, será prestada uma homenagem a Eduardo, reconhecido pelo Conselho do BID como um gestor que serve de exemplo ao mundo. Pela programação, haverá a apresentação dos cinco projetos premiados – dois do Brasil, um da Venezuela, um do equador e outro da Guatemala -, a exibição de um vídeo de dez minutos contando a história de vida de Eduardo Campos e o chamado de Renata e filhos ao palco para receber uma placa comemorativa.

Quem matou EDUARDO CAMPOS? Uma pergunta que o Brasil não se cança de fazer!

eduauro 20

Por que só o acidente que causou a morte do governador Eduardo Campos, nenhum corpo pode ser resgatado, uma vez que todos se desintegraram. Apenas pequenos pedaços de carne e osso?

eduardo

Para quem não sabe. Apenas 1,7kg dos restos mortais de Eduardo Campos estavam naquele caixão que foi velado no Palácio do Campo das Princesas, em Recife naquele 15 de agosto de 2014. Do jornalista Carlos Percol não havia restos mortais. Apenas uma aliança foi encontrada entre os destroços da aeronave provavelmente explodida.

eduardo 2

Uma bomba deve ter explodido dentro da cabine o que teria provocado à queda iminente da aeronave.

Sabotagem? Assassinato? Ninguém pede provar, mas poucos tem dúvidas.

EDUARDO 3

Dos dez acidentes com aviões registrados nos últimos anos no Brasil e no exterior, todos os corpos foram identificados, por que não foram dilacerados. Lembra do Mamonas Assassinas?

Com o Eduardo Campos e os demais tripulantes, nem um dos corpos foram identificados, por que só sobram fragmentos. Só uma bomba que teria explodido dentro da aeronave que causaria isso.

EDUARDO 4

Quem matou Eduardo Campos?

02 de março de 1996 – Queda de Avião na Serra da Cantareira – SP

Na noite do dia 2 de março de 1996, um acidente aéreo na Serra da Cantareira matou os cinco integrantes da banda Mamonas Assassinas. Todos os corpos foram resgatados e identificados.

28 de fevereiro de 2008 – Queda de Avião Santiago, Chile.

Um avião de pequeno porte – um Cessna-219 – da polícia chilena caiu em um bairro densamente povoado de Santiago, provocando a morte dos seis ocupantes da aeronave – todos os corpos identificados – e de cinco pessoas em terra.

31 de maio -1 de junho de 2009 – Queda de Avião da Air France 447.

Um Voo Air France 447- um Airbus A330-203que fazia a Rota Rio de Janeiro Paris despencou despencou de uma altura de mais de 1.000 metros no Oceano Atlântico com 228 pessoas a bordo (216 passageiros e 12 tripulantes), deitando no fundo do mar há mais de 300 metros de profundidade. Grande parte dos corpos foram resgatados e identificados meses depois após uma intensa busca submarina no mar..

17 de julho de 2013 – Queda de Avião na Malasya na Ucrânia

Avião Boeing 777 da Malaysia Airlines derrubado no leste da Ucrânia – voo MH17 – provavelmente por um míssil atirado por terroristas. Todos os passageiros e a tripulação do voo – em sua maioria holandeses – morreram quando a aeronave malaia foi derrubada em seu trajeto de Amsterdã a Kuala Lumpur. Morreram 298 pessoas, inclusive um brasileiro.

20 de setembro de 2013 – Queda de Avião Calda Novas, Goiás.

Dia 20 de setembro de 2013, às 10h43, um avião modelo Seneca 3, Prefixo PTVRF,  colidiu com o solo, vitimando três passageiros e dois tripulantes. A colisão ocorreu em área semi urbana, não habitada, na entrada Norte de Caldas Novas. Todos os corpos foram resgatados e identificados.

13 de agosto de 2014 – Queda de Avião em Santos, São Paulo

Jato caiu sobre casas em um bairro residencial da cidade, em Santos, litoral paulista matando o ex-governador de Pernambuco e candidato à Presidente da República nas eleições de 2014, Eduardo Campos e mais seis ocupantes- piloto, có-piloto, o jornalista Carlos Percol, o fotografo Alexandre Severo Gomes e Silva, o cinegrafista Marcelo da Costa Lira, os pilotos Geraldo Magela Barbosa da Cunha e Marcos Martins e o assessor político da campanha Pedro Almeida Valadares Neto.

02 de abril de 2015 – Queda de Avião nos Alpes da França

A queda do voo 9525 da companhia aérea alemã Germanvings nos Alpes Franceses, matando 149 pessoas, mesmo batendo de frente, propositadamente deliberadamente pelo copiloto suicida que estava no comando da aeronave, a grande maioria dos corpos foram identificados e os restos mortais entregue aos familiares para serem sepultados.

07 de novembro de 2015 – Queda de Avião russo no Egito

Um explosivo plástico de uso militar do tipo C4 teria sido o responsável pela queda de um Airbus A321 da companhia aérea russa Metrojet na península egípcia do Sinai, matando 224 pessoas. Apesar do grade impacto da aeronave que explodiu no ar e espatifou-se no solo, muitos corpos foram resgatados e depois identificados pelos legistas antes de serem entregues a seus familiares.

11 de novembro de 2015 – Queda de Avião em Minas Gerais

Noroeste de Minas Gerais, região de Guarda Mor, jatinho cai matando quatro passageiros, piloto e copiloto e dois executivos do Banco Bradesco. Apesar da gravidade do impacto e da explosão no solo, corpos foram resgatados e identificados.

 

EDUARDO 5

Veja os maiores desastres da aviação nos últimos dez anos: Foram 60 acidentes com aproximadamente 6 mil mortos. Em 99% dos casos, corpos foram resgatados para identificação e serem entregues para seus familiares.

Só os corpos de Eduardo Campos e os demais ocupantes daquele acidente não foram encontrados, uma vez que ficram dilacerados.

 

2015

30 de junho: Um avião militar de transporte Hércules, do Exército da Indonésia, caiu em uma área residencial em Medan, na ilha de Sumatra, deixando 141 mortos19 delas em solo.

24 de março: Um Airbus A320 da companhia aérea alemã Germanwings cai nos Alpes Franceses, com 150 pessoas a bordo.

4 de fevereiro: Voo 235 da companhia TransAsia cai no Rio Keelung, na cidade de Taipé, em Taiwan. O avião por pouco não acerta carros que trafegavam pela ponte sobre o rio. Quarenta e três das 58 pessoas a bordo morreram.

2014

28 de dezembro: Um Airbus A320 da companhia malaia AirAsia cai no mar, nas proximidades da ilha de Belitung, na Indonésia. Morreram as 162 pessoas a bordo, mas apenas 106 corpos foram recuperados no Mar de Java.

EDUARDO 7

 

13 de agosto: Um jatinho arremessa sem conseguir pousar no aeroporto de Santos e cai numa área residencial depois de explodir perto no solo, matando o ex-governador e candidato a presidente da República pelo PSB, Eduardo Campos e sua comitiva não sobrando os corpos que foram fragmentados e sem a mínima condição de identificação.

24 de julho: O voo AH5017 da Air Algerie, companhia aérea da Argélia, desaparece quando voava sobre o Mali durante uma tempestade. O McDonnell Douglas MD-83 tinha 116 passageiros a bordo – 51 deles franceses. Não houve sobreviventes.

23 de julho: Quarenta e oito pessoas morrem na queda de um voo da TransAsia no mar revolto nas proximidades da ilha de Penghu, em Taiwan. O avião levava 58 pessoas a bordo e caiu no mar na segunda tentativa de aterrissagem no aeroporto local.

17 de julho: O voo MH17 da Malaysia Airlines cai perto de Grabov, na Ucrânia, com 298 pessoas a bordo, 193 delas holandesas. O avião viajava de Amsterdã para Kuala Lumpur, na Malásia. De acordo com vários serviços de inteligência, inclusive o americano, o Boeing 777 foi derrubado por um míssil disparado por insurgentes apoiados pela Rússia. Não houve sobreviventes.

8 de março: Um Boeing 777 da Malaysia Airlines, voo MH370, desaparece durante um voo entre Kuala Lumpur e Pequim e dá início à mais cara operação de busca da história. Apesar do imenso esforço operacional, nenhum traço da aeronave foi encontrado até hoje.

 

2013

17 de novembro: Um Boeing 737 da Tatarstan Airlines cai durante a aterrissagem em Kazan, na Rússia, matando todos os 50 passageiros a bordo.

16 de outubro: Quarenta e nove pessoas, incluindo estrangeiros de 10 países, morrem na queda de um ATR 72-600 da Laos Airlines, que cai no rio Mekong, no Laos, durante uma tentativa de aterrissagem.

2012

3 de junho: Um voo da Dana Air com 150 pessoas a bordo cai numa área densamente populada de Lagos, na Nigéria.

20 de Abril: Um Boeing 737, de uma companhia aérea paquistanesa, a Bhoja Air, cai perto da capital do Paquistão, Islamabad. A aeronave levava mais de 120 passageiros e estava a alguns minutos do pouso, em meio a uma tempestade violenta.

2 de Abril: Pelo menos 31 pessoas morreram quando um avião de passageiros russo cai logo depois da decolagem na Sibéria.

2011

7 de Setembro: Logo depois da decolagem, um jato Yak-42, que levava integrantes de um time de hóquei, cai e explode perto da cidade de Yaroslavl, na Rússia, matando 43 pessoas.

26 de Julho: 78 pessoas morrem quando um Hercules-C130, um avião militar do Marrocos, cai em uma montanha perto de Guelmin, no Marrocos. As autoridades afirmaram que a queda ocorreu devido ao mau tempo.

8 de Julho:Um avião da Hewa Bora Airways cai devido ao mau tempo na República Democrática do Congo, matando 74 das 118 pessoas a bordo.

20 de Junho: Um Tupolev Tu-134, operado pela RusAir, uma companhia aérea particular da Rússia, cai no momento em que se aproximava do aeroporto de Petrozavodsk, matando 44 das 52 pessoas a bordo.

9 de Janeiro: Um Boeing 727 da IranAir cai e fica despedaçado perto da cidade de Orumiyeh, matando 77 das cem pessoas a bordo. Os pilotos tinham relatado um problema técnico antes de tentar o pouco.

2010

5 de Novembro: Um avião de passageiros da Aerocaribbean cai na região central de Cuba, causando a morte de todas as 68 pessoas a bordo.

24 de Agosto: Um avião Embraer ERJ-190, da Henan Airlines, ultrapassa a pista de pouso do aeroporto na cidade de Yichun, na Província de Heilongjiang, no leste da China, causando a morte de 42 das 91 pessoas a bordo.

28 de Julho: Um avião da Airblue com 152 pessoas a bordo cai nas montanhas do norte do Paquistão, na capital Islamabad. O voo saíra de Karachi. Não houve sobreviventes.

22 de Maio: Um Boeing 737 da Air India Express passa direto pelo aeroporto de Mangalore, no sul da Índia, e cai em um vale, explodindo e matando 158.

12 de Maio: Um Airbus 330 da Afriqiyah Airways cai pouco antes do pouso em Trípoli, Líbia, matando mais de 100 pessoas.

10 de abril: Um Tupolev 154, levando o presidente da Polônia, Lech Kaczynski, cai perto do aeroporto russo de Smolensk, matando todas as 90 pessoas a bordo.

25 de janeiro: Um Boeing 737-800 da Ethiopian Airlines cai no mar, na costa do Líbano, com 90 pessoas a bordo, logo depois de decolar de Beirute.

2009

15 de julho: Um avião iraniano com 168 pessoas a bordo cai quando fazia a rota entre Teerã e Yerevan, capital da Armênia. O acidente ocorreu quando o avião, um Tupolev da companhia Caspian Airlines, sobrevoava a Província de Qazvin, no noroeste do Irã.

30 de junho: Um Airbus da companhia aérea Yemenia cai próximo ao arquipélago das Comores, no oceano Índico, com 153 pessoas a bordo, depois de enfrentar mau tempo. A adolescente Baya Bakari foi a única sobrevivente do acidente. Ela foi encontrada agarrada a um pedaço do avião, depois de boiar no mar por duas horas.

31 de maio: Um Airbus da companhia Air France que fazia o voo AF 447, do Rio de Janeiro para Paris, cai no Oceano Atlântico com 228 pessoas a bordo após ter decolado do Rio de Janeiro. Não houve sobreviventes.

20 de maio: Um Hércules C-130 do Exército da Indonésia cai em um vilarejo da ilha de Java, deixando ao menos 97 mortos.

6 de abril: Um Fokker-27 do Exército da Indonésia cai no pouso em Bandung, no oeste da ilha de Java, matando 24 pessoas.

25 de fevereiro: Um voo da Turkish Airlines, que partiu de Istambul, cai pouco antes da aterrissagem perto da pista do aeroporto de Schipol, em Amsterdã. Das 135 pessoas a bordo, nove morrem e pelo menos 50 ficam feridas.

12 de fevereiro: Um avião de passageiros cai sobre uma casa em Buffalo, Estado de Nova York, matando todas as 49 pessoas a bordo e pelo menos uma pessoa no solo.

8 de fevereiro: Um avião de passageiros cai em um rio no Amazonas, causando a morte de 24 pessoas, a maioria delas da mesma família.

15 de janeiro: Um avião da US Airways, em um voo doméstico, faz um pouso forçado no rio Hudson, em Nova York. Todos os 150 passageiros e cinco tripulantes foram resgatados e ninguém morreu.

2008

14 de setembro: Um Boeing 737 sofre um acidente perto da cidade de Perm, no centro da Rússia, matando todos os 88 passageiros e tripulantes a bordo.

24 de agosto: Um avião de passageiros cai pouco depois da decolagem na capital do Quirguistão, Bishkek, causando a morte de 68 pessoas.

20 de agosto: Um avião da Spainair sai da pista durante a decolagem, no aeroporto de Barajas, em Madri, causando a morte de 154 pessoas e deixando 18 feridas.

2 de maio: O ministro da Defesa do Sudão está entre os 22 mortos no acidente de um avião que transportava uma delegação militar a oeste de Juba.

15 de abril: Cerca de 40 pessoas morrem quando um DC-9 sai da pista quando tentava decolar na cidade de Goma, na República Democrática do Congo, em meio ao mau tempo.

24 de janeiro: Dezenove pessoas morreram em um acidente com um avião de transporte militar polonês Casa C-295M no noroeste do país. A aeronave transportava oficiais que participaram de uma conferência sobre segurança aérea.

2007

30 de novembro: Todas as 56 pessoas a bordo de um avião da Atlasjet morrem em um acidente perto da cidade de Keciborlu, na província montanhosa de Isparta, na Turquia, a cerca de 12 km do aeroporto.

16 de setembro: Pelo menos 87 pessoas morrem de pois que um avião da companhia One-Two-Go derrapa na pista ao pousar, bate e se parte, em meio ao mau tempo no balneário tailandês de Phuket.

17 de julho: Avião da TAM não consegue parar na hora do pouso no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, e se choca com casas do lado de fora do aeroporto. Foi o pior desastre aéreo já registrado no Brasil. Ao todo, 199 pessoas morreram – todas as 186 a bordo e outras 13 no solo.

5 de maio: Um Boeing 737-800 da Kenya Airways cai em um pântano na República dos Camarões, causando a morte de todas as 114 pessoas a bordo.

1 de janeiro: Um Boeing 737-400 da Adam Air sofre um acidente nas montanhas da ilha de Sulawesi, na Indonésia, durante um voo doméstico. Havia 102 pessoas a bordo.

2006

29 de setembro: Um Boeing 737 da Gol cai no norte do Estado do Mato Grosso, depois de se chocar no ar com um jato Legacy durante o voo, causando a morte de todas as 154 pessoas a bordo. Foi o segundo acidente aéreo mais grave da história do Brasil, em número de vítimas.

27 de agosto: Um jato da Comair CRJ-100 sofre acidente depois de decolar de Lexington, nos Estados Unidos, causando a morte de 49 pessoas.

22 de agosto: Um Tupolev 154 russo se acidenta no leste da Ucrânia com 170 pessoas a bordo.

9 de julho: Um Airbus A-310 da empresa russa S7 derrapa na pista durante o pouso no aeroporto de Irkutsk, na Sibéria. Cento e vinte e quatro das pessoas a bordo morreram, mas mais de 50 sobreviveram ao acidente.

3 de maio: Um Airbus A-320 da Armavia sofre acidente no Mar Negro perto de Sochi, matando todas as 113 pessoas a bordo.

2005

10 de dezembro: Um DC-9 da Sosoliso se acidenta na cidade de Port Harcourt, no sul da Nigéria, matando as 103 pessoas a bordo.

6 de dezembro: Um avião militar C-130 cai nos arredores de Teerã, capital do Irã, matando 110 pessoas, algumas delas no solo.

22 de outubro: Um Boeing 737 da Bellview airlines, transportando 117 pessoas, cai pouco depois de decolar da cidade de Lagos, na Nigéria, matando todos a bordo.

5 de setembro: Um avião da empresa Mandala, com 112 passageiros e cinco tripulantes a bordo se acidenta na cidade indonésia de Medan, matando quase todos a bordo e dezenas no solo.

23 de agosto: Um Boeing 737-200 da empresa aérea Tans sofre acidente num voo interno no Peru, perto da cidade de Pucallpa. As informações são de que 40 pessoas morreram e 58 sobreviveram.

16 de agosto: Um avião colombiano operado pela West Caribbean Airways cai em uma remota região da Venezuela, matando todas as 160 pessoas a bordo. O avião, que havia partido do Panamá, seguia para a Martinica.

14 de agosto: Um avião da empresa Helios que voava do Chipre para Praga com 121 pessoas a bordo sofre um acidente ao norte de Atenas, a capital grega, aparentemente depois de uma queda de pressão na cabine.

16 de julho: Um avião da Equatair se acidenta pouco depois de decolar de Malabo, capital da Guiné Equatorial, causando a morte de todas as 60 pessoas a bordo.

3 de fevereiro: Os restos do Boeing 737 da Kam Air são encontrados nas altas montanhas perto da capital afegã, Cabul, dois dias depois de o avião ter desaparecido dos radares em meio a fortes tempestades de neve. Havia 104 pessoas a bordo.

 

FICA A REFLEXÃO, FICA A MENSAGEM

 

EDUARDO 6

 

Gravataenses presentes na missa de um ano de falecimento de Eduardo Campos

Celebração aconteceu na Matriz de Sant’Ana

 

1Os gravataenses compareceram no final da tarde de ontem, 13 de agosto, à Igreja Matriz de Sant’Ana no centro da cidade, onde aconteceu a celebração da Santa Missa em memória do ex governador Eduardo Campos, falecido há um ano em um trágico acidente aéreo. Na ocasião algumas famílias também sentiam a saudade de seus entes queridos e participavam da missa de 7º dia de falecimento.

 

A administração pública estava presente representada por secretários e assessores que juntos em oração prestavam uma homenagem ao homem Eduardo Campos que na condição de gestor público fez muito pelo município. A missa foi celebrada pelo Padre João Paulo Gomes.

 

(A qualquer momento, tem mais noticias aqui no Blog – Se for necessário e o fato for importante)

Bruno Martiniano presta homenagem à Eduardo Campos

Mensagem foi retirada do rede social particular do prefeito

 

1Um ano de saudade, uma vida inteira de gratidão. Hoje o coração dos brasileiros, mas em especial dos pernambucanos, amanheceu triste, ainda com o sentimento de incredulidade. Há um ano estávamos parados no tempo, ouvindo o inacreditável, vendo o sonho acabar. O Brasil perdeu não só um líder na política, mas principalmente um grande homem, pai de família, filho, irmão. Eduardo Campos foi e ainda é exemplo para todos. O 13 de agosto de 2014 será marcado para sempre como uma data de pesar, os pernambucanos ficaram órfãos mais uma vez, primeiro com a morte de Miguel Arraes, e depois pelo seu digno sucessor Eduardo Campos. Naquela data estava eu e meus secretários conversando sobre a brilhante entrevista que Eduardo deu ao Jornal Nacional, ele havia feito mais um Gol. Quando a notícia chegou o coração doeu.

 

Gravatá é grata à Eduardo por tudo o que ele fez por esta cidade, e ainda hoje, mesmo com sua morte, estamos colhendo frutos deixados por ele. Para não me alongar cito algumas de suas obras aqui, Escola Técnica, Parque da Cidade, Academia das Cidades. E graças à criação do FEM, hoje vemos o CAIC pronto e digno para nossas crianças.

 

Jamais gostaria de estar escrevendo esta mensagem, mas como não somos capazes de mudar o tempo, deixo aqui o meu agradecimento a Deus por ter tido a honra de conviver com Eduardo, e aprender suas lições, as quais levo para a vida. Suas últimas palavras em público soam forte em nossos corações até hoje, “NÃO VAMOS DESISTIR DO BRASIL”. Seu legado continua Eduardo.

 

Muitas frases suas me servem como guia. “Não sou homem para ser conduzido, mais sim, posso ser convencido“.

 

À família Campos, e das demais vítimas, os meus sinceros sentimentos de solidariedade, a dor de vocês é a nossa dor. Que Deus os abençoe.

 

Bruno Coutinho Martiniano Lins

Prefeito de Gravatá

 

(A qualquer momento, tem mais noticias aqui no Blog – Se for necessário e o fato for importante)