CIUMEIRA DE POLÍTICOS. Demitiram o namorado de Fátima Bernrardes

tulio 2Pressão de deputados causou demissão de Túlio Gadêlha

 
Com informações do Blog da Folha – Folha de Pernambuco

folhaA demissão de Túlio Gadêlha do cargo de presidente do Iterpe foi provocada pela pressão de deputados estaduais da própria base do governador Paulo Câmara (PSB). Ao viajar para Petrolina nesta semana, o namorado da apresentadora global Fátima Bernardes fez vários anúncios e concedeu algumas entrevistas. Porém, esqueceu de avisar sobre a agenda aos políticos que possuem votos na região, como o deputado Lucas Ramos (PSB).

O resultado: Em um grupo do whatsapp, frequentado por aliados do Palácio, só se falava que a fama teria subido à cabeça de Gadêlha. Ele passou a ser visto como uma ameaça interna, diante da possibilidade de se candidatar na eleição deste ano. Não demorou muito, um grupo de deputados inconformados com sua postura se uniu e foi em comitiva pedir a cabeça do presidente do Iterpe para o governador Paulo Câmara.

No grupo do whatsapp, segundo fontes palacianas, até mesmo um membro do PDT, partido do qual ele é filiado, concordou com a exoneração de Túlio, diante de sua “falta de sensibilidade”. O próprio deputado Wolney Queiroz teria aceitado a demissão sem grandes resistências, em função do forte desconforto causado na base.

Gadêlha foi informado de sua demissão por telefone, menos de dois meses após tomar posse como presidente do órgão, que é ligado à Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária de Pernambuco.

Saiba como será o julgamento de Lula no TRF-4, em Porto Alegre, as 8hs30, na quarta-feira dia 24 de janeiro

lulaTrês desembargadores vão julgar o recurso do ex-presidente Lula no processo do triplex na segunda instância.

lula 3 

O recurso apresentado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no processo do triplex será julgado na próxima quarta-feira (24) pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), segunda instância das ações da Operação Lava Jato.

O caso será analisado pelos três desembargadores que integram a 8ª Turma do TRF-4, em Porto Alegre.

Lula foi condenado na primeira instância pelo juiz Sérgio Moro a 9 anos e 6 meses de prisão, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Na sentença, Moro sustenta que o ex-presidente ocultou a propriedade do triplex em Guarujá, no litoral de São Paulo, e que o imóvel foi recebido como propina da empreiteira OAS em troca de favores na Petrobras.

O julgamento no TRF-4 está marcado para as 8h30. Apenas este processo, que possui outros seis réus, está na pauta do dia 24.

Segundo o TRF-4, somente os advogados dos réus e profissionais envolvidos no processo – representantes do Ministério Público Federal (MPF) e servidores, por exemplo – acompanharão o julgamento na sala. Os demais, como jornalistas e autoridades credenciadas, poderão assistir à sessão em outra sala, por meio de um telão.

Como será a sessão:

  • O presidente da 8ª Turma, desembargador Leandro Paulsen, deverá abrir a sessão às 8h30

  • Na sequência, o desembargador João Pedro Gebran Neto fará a leitura de seu relatório

  • Após essa etapa, o procurador Mauricio Gerum terá 30 minutos para a manifestação do MPF

  • Depois será dada a palavra aos advogados. Eles se posicionarão no púlpito e cada um terá 15 minutos para fazer sua sustentação oral

  • Após a manifestação dos advogados, o relator Gebran Neto lerá o seu voto. Não há prazo determinado para a conclusão da leitura

  • O segundo a se manifestar será o revisor do processo, desembargador Leandro Paulsen

  • Por fim, o desembargador Victor dos Santos Laus fará a leitura de seu voto

  • Qualquer um dos magistrados pode pedir vista do processo, ou seja, mais tempo para analisá-lo. Se isso acontecer, não há data para a retomada do julgamento

  • Se não houver pedido de vista, o resultado do julgamento será anunciado ao fim da sessão, pelo desembargador Paulsen, presidente da 8ª Turma

Além dos advogados de Lula, estarão presentes na sala os advogados do ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro, condenado em primeira instância a 10 anos e 8 meses de prisão; e do ex-diretor da área internacional da OAS, Agenor Franklin Magalhães Medeiros, condenado a 6 anos.

Também estará presente a defesa do ex-presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, que foi absolvido em primeira instância, mas requer a troca dos fundamentos da sentença.

O Ministério Público Federal pediu o aumento da pena aplicada pelo juiz Sérgio Moro ao ex-presidente Lula. O MPF recorre também das absolvições de três executivos da OAS: Paulo Roberto Gordilho, Roberto Moreira Ferreira e Fábio Hori Yonamine.

Desembargadores

Na condição de relator, o desembargador Gebran Neto será o primeiro a analisar as apelações apresentadas pela defesa dos réus e o parecer do MPF. O paranaense tem 53 anos, especialização em Ciências Penais e mestrado e doutorado em Direito Constitucional.

O segundo a se manifestar será o revisor do processo, desembargador Leandro Paulsen. Gaúcho de 47 anos, ele é o mais jovem da Corte. No currículo dele há uma especialização em Direito Penal e Tributário, além de mestrado e doutorado em Direito.

Decano do colegiado, o desembargador Victor dos Santos Laus será o último a votar. Com 54 anos e pós-graduado na área de Instituições Jurídico-Políticas, ele já atuou como Promotor de Justiça e Procurador da República.

A FARRA DOS VEREADORES DE GRAVATÁ. Denuncia do Blog Cleiton Pereira

Vereadores de Gravatá gastam mais que prefeitura com diárias

blog2

Com informações do blogcleitonpereira

CAMARA-VEREADORES-GRAVATA

A Prefeitura e a Câmara Municipal de Gravatá gastaram juntas em 2017 o valor de R$ 351.580,00 (Portal Tome Conta – TCE-PE); O Prefeito Joaquim Neto – PSDB, foi o recordista com R$ 32.000,00, seguido pelo Presidente da Câmara de Vereadores, Léo do Ar – PSDB que gastou R$ 23.150,00, já os demais vereadores receberam juntos R$ 181.150,00.

Contabilizando os gastos com diárias dos representantes do Legislativo municipal (15 vereadores) que mensalmente desfrutam do salário de 8 mil reais, chegamos a quantia de R$ 204.300,00 (53,3%). Ou seja, mais de 218 salários mínimos foram gastos com despesas com alimentações, estadias e locomoções efetuadas apenas pelos vereadores, superando assim o Poder executivo.

Relação de gastos do Prefeito, Vice Prefeito e vereadores com diárias em 2017:

Sorte de Lula poderá ser decidida no dia 24 janeiro

Pelo entendimento do STF, réu condenado em 2ª instância deve ir para a cadeia

inaldoDa coluna do jornalista Inaldo Sampaio

lulaO PT prepara uma grande mobilização para o próximo dia 24, em Porto Alegre, onde a 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região decidirá o futuro de Lula.

Naquela data, estará sendo julgado um recurso ajuizado pelos advogados do ex-presidente contra a sentença do juiz Sérgio Moro, que o condenou a 9 anos e 6 meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Pelos precedentes que se conhece daquela Turma, ela deverá confirmar o veredicto do magistrado paranaense, com duas consequências imediatas: inelegibilidade com base na Lei da Ficha Limpa e prisão amparada no mais novo entendimento do STF, segundo o qual réu condenado em segunda instância deve começar imediatamente a cumprir a pena.

Eventual confirmação da sentença de 1ª instância não causará surpresa aos brasileiros, que já conhecem as virtudes e os defeitos do líder petista.

Agora, para explicá-la à imprensa estrangeira dará mais trabalho. É que o ex-presidente foi condenado neste processo por suposto recebimento, a título de propina, de um apartamento tríplex na praia do Guarujá, em São Paulo.

Só que o apartamento não é e nunca foi dele. Continua em nome da construtora que lhe teria oferecido a vantagem indevida.

E isso não é fácil de explicar a quem não mora no Brasil.

PESQUISA: SE AS ELEIÇÕES FOSSEM HOJE, Paulo Câmara venceria Armando Monteiro, Mendonça Filho, Marília Arraes, Bezerra Coelho e Bruno Araújo. E Lula se elegeria presidente.

O instituto de pesquisa Múltipla fez uma simulação com diversos cenários e na maioria deles o governador Paulo Câmara tem cerca de 30% de intenções de voto.

Por Inaldo Sampaio

22/02/2016. Credito: Ricardo Fernandes/DP. Economia - Cerimonia oficial de abertura do Consulado Geral da Republica Popular da China em Recife, no Hotel Sheraton Reserva do Paiva, com as presencas do embaixador da China no Brasil, Li Jinzhang, a consul geral da China em Recife, Li Feiyue, e o governador de Pernambuco, Paulo Camara (foto), entre outras autoridades.

Pesquisa realizada pelo Instituto Múltipla com 600 questionários, em 65 dos 184 municípios pernambucanos, no final do ano passado, revela que o governador Paulo Câmara (PSB) lidera a corrida eleitoral de 2018 com 18,7% das intenções de voto.

Em segundo lugar aparece o senador Armando Monteiro Neto (PTB) com 13,5%, seguido pelo ministro Mendonça Filho (DEM) com 10% e a vereadora Marília Arraes (PT) com 9,6% (empate técnico).

O senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB) está na quarta colocação com 2,8%, seguido pelo deputado Bruno Araújo (PSDB) com 1,8%. Brancos e nulos somam 30%, indecisos 8,3% e não souberam ou não quiseram responder a pesquisa, 6%.

O instituto fez uma simulação com diversos cenários e na maioria deles o governador Paulo Câmara tem cerca de 30% de intenções de voto. Num cenário sem Armando e sem Mendonça Filho, a vereadora Marília Arraes atinge seu melhor percentual: 19,3%.

Num confronto direto com Paulo Câmara, a neta de Miguel Arraes teria 25% de intenções de voto, ante 32% do governador.

O Múltipla aferiu também o índice de rejeição dos candidatos. O mais rejeitado é o senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB) com 27%, seguido por Bruno Araújo com 26%, Armando Monteiro com 24%, Paulo Câmara com 20%, Mendonça Filho com 20% e Marília Arraes com 18%.

O instituto perguntou também aos entrevistados se o apoio do ex-presidente Lula aumentaria ou diminuiria o desejo de votar neste candidato: 41% responderam que aumentaria, 34,5% que diminuiria e 22% que dependeria do nome do candidato.

Com relação ao presidente Michel Temer, o apoio dele a um candidato faria com que 88% dos pernambucanos o rejeitasse, ante 4,7% que o abraçaria.

Na pesquisa estimulada para o Senado (com o auxílio de cartão), o 1º colocado é Jarbas Vasconcelos (PMDB) com 20,5%, seguido por Ana Arraes (TCU) com 13%, João Paulo (PT) e Armando Monteiro (PTB) com 11,5%, Mendonça Filho com 10,5%, Humberto Costa (PT) com 9%, José Queiroz (PDT) com 6%, André Ferreira (PR) com 4,8%, Sílvio Costa (Avante) com 4,5%, Bruno Araújo com 4% e Antonio Campos (Podemos) com 3,8%.

Para presidente da República, Lula tem 50% das intenções de voto, ante 8% de Bolsonaro (PSC), 2,6% de Marina Silva (Rede), 2,8% de Luciano Huck (sem partido), 1,8% de Geraldo Alckmin (PSDB) e João Dória (PSDB) e 1,6% de Ciro Gomes (PDT).

 

inaldoPor Inaldo Sampaio

JOÃO CAMPOS – O peso do legado dos Campos-Arraes

Na disputa do primeiro mandato, filho do ex-governador Eduardo Campos terá estrutura de majoritário

Com informações do Jornal Folha de Pernambuco, reportagem do repórter Ulysses Gadêlha

joaoHerdeiro político e filho mais velho do ex-governador Eduardo Campos, o chefe de gabinete do governador Paulo Câmara (PSB), João Campos (PSB), 24 anos, ainda tem uma curta trajetória na política, mas conta com uma estrutura de candidato majoritário para concorrer ao seu primeiro cargo eletivo.

Repetindo os passos das famílias Arraes e Campos, a postulação de João é trabalhada para ser a mais votada para a Câmara Federal em 2018.

A expectativa é de que esteja próximo da marca dos 300 mil votos. Uma partida tão forte que, nos bastidores, começa a despertar “ciumeira” daqueles que ainda não aceitaram a concorrência e uma possível divisão das bases, principalmente na Frente Popular.

A candidatura de João chegou a ser cogitada em 2014, mas os socialistas e a mãe, Renata Campos, chegaram a um entendimento de que era preciso que ele concluísse o curso superior em engenharia.

Sem o herdeiro natural da família, o prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), e o ex-governador Eduardo Campos “deram a carga” na candidatura à Câmara Federal do atual secretário de Turismo, Felipe Carreras (PSB), que obteve 187 mil votos, tendo como principal base o Recife, onde desempenhou um papel de visibilidade.

Havia um rumor de que Carreras até desistiria da eleição, para não competir com os votos de João, mas o secretário negou, alegando que a informação era “fogo amigo”.

Em 2010, a ministra do Tribunal de Contas da União (TCU), Ana Arraes, foi campeã nas urnas, com 387 mil votos. Segundo o secretário-geral do PSB, Adilson Gomes, o filho de Eduardo Campos também deverá ser um fenômeno de votos, com representação eleitoral em todos os municípios do Estado. “A candidatura de João vai ser tipo majoritária, vai carregar o legado do pai e do avô (Miguel Arraes)”, pondera.

André Campos (PSB), que ocupou durante muito tempo a articulação do Palácio com a Assembleia Legislativa, sublinha a facilidade em se comunicar que João tem.

O deputado federal Danilo Cabral (PSB), que foi da cozinha de Eduardo, acredita que João chega perto dos 300 mil votos, já que em 2014 ninguém superou essa marca. Contudo, há muita cautela sobre a postulação de João Campos tanto no PSB, quanto no Palácio do Campo das Princesas.

“O chefe de gabinete do governador, na hora em que ele começar a se mexer muito, vai criar muita ciumeira. Ele vai tá andando em município onde não tem ninguém fechado, a Frente Popular é ampla, tem que ter uma certa cautela”, avaliou Adilson Gomes.

Até agora, o chefe de gabinete de Paulo Câmara fecha com Simone Santana, Aluisio Lessa, Clodoaldo Magalhães, todos do PSB, e mais ligados à RMR e Zona da Mata. Todavia, na sexta, João visitou municípios do Sertão do Pajeú, como Tabira.

“João não tem atitude de ser arrasa-quarteirão, de querer a todo custo os votos da avó e do pai. Agora, politicamente falando, é uma mercadoria fácil de vender, tem origem e tem linhagem, no melhor sentido da expressão”, analisa Tadeu Alencar.

Apesar dos apoios no Legislativo, o governador Paulo Câmara e o prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), deverão ser os maiores cabos eleitorais de João Campos. A expectativa é que candidatos a deputado estadual deverão fechar chapas “dobradinhas” com ele em praticamente todos os municípios do Estado.

COMEÇOU A GUERRA POLÍTICA EM PERNAMBUCO – Manifesto da oposição ataca Governo Paulo Câmara

O documento traz críticas ao Governo do Estado em diversas áreas, que vão desde educação até obras inacabadas

Com informações do jornalista Daniel Leite – Blog da Folha

POLITICAAs lideranças de oposição que participam do ato político Pernambuco quer Mudar, no Paço Alfândega, no bairro do Recife, lançaram um manifesto nesta segunda-feira (11). O documento traz críticas ao Governo do Estado em diversas áreas, que vão desde educação até obras inacabadas.

“É inegável que os Estados foram afetados pela crise. No entanto, Pernambuco apresenta situação econômica e social bem pior, quando comparado com outros Estados, como a Bahia e o Ceará.

O pernambucano tem sofrido com a falta de liderança, de ousadia e de capacidade de gestão. A crise política e econômica não poder ser desculpa para a estagnação que se instalou em Pernambuco.

Pelo contrário, é na crise que a superação, a criatividade e a capacidade de gestão precisam aparecer”, diz o texto.

No manifesto, os oposicionistas dizem que Pernambuco “é um canteiro de obras inacabadas, com mais de 1.200 empreendimentos paralisados com atrasos no pagamento de fornecedores”.

Na questão fiscal, o documento afirma que os números expõem a situação do Estado, com a 6ª pior colocação do País.

OS FOFOQUEIROS ESTÃO VIBRANDO – Namorado da “global” Fátima Bernardes é de Pernambuco, chama-se Túlio Gadêlha, vai assumir Iterpe na gestão Paulo Câmara, indicado pelo PDT de Wolney Queiroz

Imprensa do Brasil todo deve vir para a posse do rapaz no ITERPE, repartição de quarto escalão da Secretaria da Agricultura, situada bem alí no Parque de Exposição do Cordeiro.

fafa fÉ com um pernambucano que a apresentadora Fátima Bernardes aparece de mãos dadas em foto que circula, nesta quinta-feira (2), nas redes sociais: Túlio Gadêlha.

Ele é um quadro orgânico do PDT- PE e vai assumir o Instituto de Terras e Reforma Agrária do Estado de Pernambuco (Iterpe), órgão vinculado à Secretaria de Agricultura da gestão Paulo Câmara, que passou à cota do PDT, recentemente, como a coluna antecipou.

O  PDT, em Pernambuco, é presidido pelo deputado federal Wolney Queiroz. Túlio, que tem 29 anos, já concorreu a deputado federal em 2014. Teve 3.495 votos.

O COMUNISMO ACABOU MESMO. PPS chama Luciano Huck para disputar a Presidência em 2018

NA FALTA DE LIDERES, ATÉ APRESENTADOR DA GLOBO PODER SER INDICADO.

LUCIANOO presidente nacional dos pós-comunistas esteve com o apresentador da TV Globo, a quem fez o convite para que ele possa concorrer ao Palácio do Planalto

 

O nome do global já foi lembrado numa pesquisa Ibope voltada à disputa pelo Planalto em 2018.

O apresentador de televisão Luciano Huck pontuou 5%, aparecendo, assim, empatado com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB). Huck também apresenta empate técnico com o prefeito paulista, João Doria (PSDB), que ficou com 4%. Isso quando o cenário da disputa é com o ex-presidente Lula.

No último domingo (29), pelo Jornal O Globo, o presidente nacional do PPS, Roberto Freire, chegou a oferecer a legenda ao apresentador para que ele possa concorrer à Presidência da República.

O apresentador também é ligado ao RenovaBR, coletivo de renovação política, avesso à identificação com direita e esquerda, e que também tem apoio do ex-presidente do Banco Central Armínio Fraga e do empresário Abílio Diniz.