Porto do Recife tem presidente interino, após expulsão do PSDB

Teve gravataense ilustre que perdeu a mamata do empreguinho público nessa história

O diretor comercial e de operações do Porto do Recife, Carlos do Rêgo Vilar, responde interinamente pela presidência do ancoradouro.

Carlos do Rêgo Vilar permanece na função até a chegada do novo presidente que irá substituir Olavo de Andrade Lima, que deixou o cargo no último dia 16 de maio.

Carlos Vilar é sertanejo do Pajeú, nascido em Itapetim.

Portuário, economista de formação, com 70 anos, Vilar já está no Porto do Recife há 41 anos; tomou posse na diretoria Comercial e de Operações em março de 2013.

Já ocupou a presidência do Porto no período de 1991 até 2000, foi assessor especial de planejamento, diretor especial de planejamento e diretor administrativo-financeiro. Sempre foi ligado ao PSB.

Assessores de imprensa das prefeituras discutem eleições municipais na Amupe

UM ENCONTRO DEMOCRÁTICO

Participam  do 2o Encontro de Assessores de Comunicação das Prefeituras Pernambucanas, na sede da Amupe,dia 31 de maio, Maurício Rands, vice-presidente institucional do DP, o escritor e marqueteiro político,José Nivaldo Júnior,o sociólogo e diretor do IBOPE, Maurício Garcia,o ex-global Tairo Arrial,hoje, da CNM,o professor de Direito Eleitoral do TRE, Henrique Melo,  os jornalistas Magno Martins, Aldo Vilela e o publicitário Jota Barreto da TV   Cidadão e a mediadora Débora Almeida, prefeita de São Bento do Una.

O evento  promovido pela Associação Municipalista de Pernambuco-Amupe , terá como tema  principal ” O papel do Assessor de Comunicação e da Mídia nas Eleições Municipais”.

O evento é gratuito e acontece das 9h às 17h.

________________________
Com informações da jornalista Eunice Couto da Assessoria de Imprensa da AMUPE

Fenagri começa nesta quarta-feira (25), em Petrolina, com a presença de autoridades e emissários internacionais

Coordenação estima a participação de mais de 50 mil pessoas.  Evento vai de quarta-feira (25) a sábado (28) em Petrolina (PE)

fenagriComeça nesta quarta-feira (25), às 19h, no Centro de Convenções de Petrolina, a 26ª Feira Nacional da Agricultura Irrigada (Fenagri). O evento, que deve receber mais de 50 mil visitantes até o próximo sábado (28), terá na abertura a presença do prefeito de Petrolina, Julio Lóssio, de representantes da Câmara de Vereadores, da Câmara de Fruticultura, do Sindicato de Agricultura Familiar (Sintraf) e outras autoridades. Emissários internacionais, a exemplo do Departamento Comercial da Embaixada da Bélgica, também estarão presentes.

Durante os quatro dias de programação, um seminário sobre legislação e agroindústria do Vale do São Francisco abordará as bases legais para a expansão de mercado; quatro minicursos de alimentos nativos ensinarão aos visitantes a elaborar licor, doces e sorvetes regionais; enquanto, em outros espaços da Fenagri 2016, estarão a Vila da Agricultura Familiar e o Encontro de Negócios, que espera movimentar R$ 5 milhões com acordos comerciais entre agricultores familiares e supermercados da região. O evento ocupará uma área de 10 mil m2 e estará aberto à visitação gratuitamente no horário de 17h às 22h.

A Fenagri se consolidou nos últimos 26 anos como a principal vitrine do agronegócio do país, segundo a organização, porque concentra todas as categorias do segmento. “O produtor vem procurar máquinas, implementos agrícolas, insumos e tecnologias. O acadêmico e pesquisador vêm participar dos seminários, palestras e debates sobre a agricultura. Ou seja, a Feira procura envolver todos os setores”, comenta a coordenadora de comercialização do evento, Nelbe Maria Feire.

Mais informações serão encontradas no site oficial da Fenagri 2016, em: www.fenagri.com.br

____________________

Com informações do jornalista Carlos Laerte – Clas Comunicação & Marketing <clasmarketing@uol.com.br

Turisticamente, Gravatá I

Por  Ricardo Guerra, Empresário e Jornalista  (Frupel@uol.com.br)

marcelo guerraAproveitemos a trégua. A televisão exibiu. O rádio transmitiu. Os jornais noticiaram. As ferramentas foram usadas pela imprensa digital. Temer, Dilma, Renan, Lula, Jucá, Elizeu, STF e outros. Vamos conciliar: prometi falar sobre o turismo e por isso vamos para o céu: Gravatá. grande.

A pretensão é incrementar o maior polo de turismo do interior pernambucano, e daí começamos pelas propostas estruturadoras:

a) – conceber um espaço para uso múltiplo onde funcionará Centro de Convenções, Pátio de Eventos, Pavilhão de Exposições e Feiras. Teatro, Auditórios, Arena externa. Um equipamento completo para atrair Congressos, Festivais, Cinema, Dança, Concertos, Esportes, Folclore, Educação, Ballet;

b) estimular a autoestima do gravataense. O habitante daqui parece que não tem consciência de que somos quase 85 mil habitantes e 63 mil eleitores segundo dados do IBGE. Somos o terceiro maior contingente eleitoral da região do agreste e o quarto grupo populacional, revezando com Santa Cruz do Capibaribe que tem mais habitante e menos eleitores. Será que sabemos utilizar este capital politico-eleitoral?

c) vivemos numa vantajosa região de transição entre a Mata Atlântica e a Caatinga. Inscrições rupestres. Mata verde e branca. Agua e semiárido. Do maior valor para a exploração turística;

d) Gravatá passou a ser muito mais conhecida, nacional e até internacionalmente, com o Natal Iluminado acontecidos em 2011, 2012 e 2013 quando passaria a ser estimulado pela Lei de Incentivo Rouanet. Gravatá não pode prescindir daquele Natal. É estruturador. Independentemente de concepções internacionais, valor de investimentos, riquezas culturais. O Natal de Gravatá está para o Nordeste como o espetacular Natal de Gramado está para o Sul e Sudeste. Pensar grande, gente;

e) buscar uma solução decente para o nosso histórico pontilhão. Turismo é historia! Por isso, insisto vamos tombar o Mercado Cultural (98 anos), as últimas casas projetadas pelo arquiteto Caetano Alves Varela – Av. Agamenon Magalhães (Raul Godoy) e Av. Amaury de Medeiros, 147 (Augusto Hollanda) no Alto de Boa Vista. O arquiteto é o autor do Cristo Redentor do Alto do Cruzeiro;

f) ganhador do Prêmio Salustiano da Empetur, não há quem entenda porque o “ HOJE TEM em Gravatá” nos últimos sábados de cada mês, na Praça 10, após 24 edições foi suspenso, sem quaisquer explicações. Ali, o movimento cultural de Gravatá foi vivenciado e estimulado em todos os campos das artes: música, dança, teatro, pintura, escultura, artesanato, fotografias, literatura, Dentre as minhas propostas, a primeira condição é pensar oficinas, feiras, gastronomia. Todo o mundo artístico se exibia desde que fosse gravataense.

g) investir na Ferrovia partindo do distrito de Russinhas até o centro de Gravatá. Construção dos ingleses do século XIX. Atravessa 14 túneis, pontes e viadutos. É o Trem das Russas. Isso também é turismo! Fortalecer as programações das festas tradicionais como São João com toda a sua musica, gastronomia, quadrilhas, xaxados e baiões. Além da Semana Santa quando Gravatá é imbatível no Nordeste. Reúne as maiores atrações nacionais. Iniciativa publica e privada se juntam e proporcionam uma série de opções para o nativo e o seu visitante. E ainda complementa o espetáculo da Paixão de Cristo, em Fazenda Nova.

h) providenciar um acesso compatível com a importância da cidade. O turista precisa ser conquistado e impactado desde a entrada do destino turístico.

 

De 1 a 5 de junho – Festa do Cavalo sedia etapa final do Campeonato Nordestino do Cavalo Mangalarga Marchador

cavalo 2

GRAVATÁ É A TERRA DO CAVALO

cavalo 1cavalo 3A etapa final do Campeonato Nordestino do Cavalo Mangalarga Marchador 2016 acontecerá, entre os dias 1 e 5 de junho, durante a 10a Festa do Cavalo de Gravatá. Cerca de 300 equinos participarão da competição. Durante o campeonato regional, foram realizadas provas nos estados nordestinos de Pernambuco, Alagoas, Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí, Bahia, Paraíba e Maranhão.

A raça Mangalarga Marchador, que integra a história desde o Brasil-Colônia, é considerada a raça de equinos mais sedimentada e evoluída no país, ocupando papel de destaque na cultura nacional. São 30 mil criadores distribuídos entre o Brasil, seis países da Europa, além de os Estados Unidos. Desse total, sete mil pertencem a Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Mangalarga Marchador (ABCCMM), sendo a maior de equinos da América Latina, com 520 mil animais registrados em 57 núcleos nacionais, onde 25% deles estão no Nordeste.

“O campeonato foi criado, pelas associações dos Criadores de Cavalo Mangalarga Marchador de Pernambuco e dos Criadores de Cavalo Mangalarga Marchador de Gravatá, para unir os Núcleos do Mangalarga do Nordeste e ter um calendário único com a participação dos estados da região”, declarou o presidente da Federação da Agricultura do Estado de Pernambuco (Faepe), Pio Guerra, organizador da Festa do Cavalo de Gravatá.

Guerra destacou, ainda, que a etapa final do Campeonato terá quatro árbitros oficiais, credenciados pela ABCCMM.  A 10a Festa do Cavalo de Gravatá, já entrou no calendário turístico da cidade, acontece entre os dias 1 e 5 de junho, no Haras Dr. Luiz Ignácio, às margens da BR 232, km 84,5, e tem previsão de receber cerca de oito mil visitantes durante todo o evento.

___________________________

Com informações da jornalista Marina Lima (marinalima87@gmail.com)

 

Danilo Cabral inaugura e vistoria obras do FEM no Agreste

Machados e Gravatá no roteiro do secretário de planejamento e Gestão do Estado de Pernambuco

danilo cabral 2 danilo cabralO secretário de Planejamento e Gestão, Danilo Cabral, inaugurou e vistoriou, nesta sexta-feira (20), obras realizadas através do Fundo Estadual de Apoio ao desenvolvimento Municipal (FEM), no Agreste do Estado. Ele passou a manhã em Machados e, à tarde, visitou Gravatá. O investimento do FEM nos dois municípios soma mais de R$ 5 milhões.

Após encontro com o prefeito Argemiro Pimentel e lideranças de Machados, o secretário seguiu para a vistoria de duas obras que estão sendo realizadas com financiamento do FEM, a construção de um muro de arrimo e proteção do talude existente no bairro das Laranjeiras e a pavimentação, drenagem e sinalização viária de ruas no bairro de Machadinho. Só com as duas primeiras edições do FEM, o Governo do Estado já investiu quase R$ 1,5 milhão no município.

Danilo Cabral aproveitou a ocasião para visitar outras obras em andamento, algumas parcerias com o Estado e outras com o Governo Federal. “Conheço bem o Estado, particularmente o Agreste Setentrional, e me impressionou muito o volume de obras aqui, em Machados. Neste momento de crise, o prefeito Argemiro, assim como a existência de um programa como o FEM, são exemplos de como se fazer a boa política e entregar resultados para a população”, afirmou.

O prefeito Argemiro reforçou a importância do Governo do Estado para a realização de obras na cidade. “Com o FEM, tivemos a possibilidade de honrar os compromissos assumidos com o povo de Machados. Além do FEM, temos outro convênio com a Secretaria de Planejamento e Gestão que está permitindo que calcemos ruas em diversos bairros”, garantiu o prefeito.

Luis Carlos, 60 anos, morador do bairro de Machadinho, vive em uma das ruas pavimentadas recentemente pela Prefeitura através do FEM. “Sou do Recife e moro em Machados há mais de 20 anos, 18, só nesta rua aqui. Toda a vida foi aquele lamaçal, uma dificuldade para entrar em casa. Agora a qualidade de vida melhorou e até dá ânimo para batalhar mais. Estou sem emprego e ainda não me aposentei, mas estou esperando uma oportunidade para retomar a minha vida”, disse Luis.

Após passar a manhã no município de Machados, Danilo Cabral seguiu para Gravatá, onde inaugurou a pavimentação de quatro ruas, no bairro da Boa Vista, também financiadas pelo FEM. As obras fazem parte de um conjunto maior de 19 ruas que estão sendo calçadas na cidade. Mais de R$ 3,5 milhões já foram investidos pelo Fundo no município.

Depois da entrega das vias, o secretário compareceu ao Sarau Literário, realizado na Secretaria de Educação de Gravatá. O evento contava com a participação de funcionários da rede municipal de ensino, alunos e membros da Academia Gravataense de Letras. O Sarau marcava a premiação de um concurso de poesias entre os alunos, com o tema das Olimpíadas, já que a Tocha Olímpica passará pelo município.

___________________________

Com informações da Secretaria de Planejamento <imprensaseplag@gmail.com -fotos: Douglas Fagner-

otos: Douglas Fagner