Gravatá está repleta de turistas e visitantes. O povo está nas ruas.

natal Reis 1

Estima-se que mais de 20 mil pessoas estiveram em Gravatá no dia de ontem para assistir o espetáculo “Festa de Reis” produzido por Valério Festi.

natal Reis 3E quem chegou por aqui, ou saiu de casa para festejar nas ruas, encontrou uma cidade bonita, iluminada, com as praças decoradas com arranjos natalinos como nunca se viu por aqui.

Valeu a iniciativa do prefeito Bruno Martiniano, do secretário de Turismo Fernando Resende, do criativo produtor de cultura José Pereira e das demais pessoas que se engajaram nesta campanha muito bonita.

Com certeza, todo esforço vai refletir no comércio e na prestação de serviços, contribuindo para uma melhor circulação de dinheiro na cidade, em novas ações de investimentos e, consequentemente, mais ganhos nas mãos do povo de Gravatá.

 

_____________________

Fotografias de Ednaldo Lourenço BONECO da Secretaria de Imprensa da Prefeitura

Câmara dos deputados concede por unanimidade, “Votos de Aplausos” para a jornalista FERNANDA TAVARES

O livro “Banda XV de Novembro, presente em todos os momentos da história de um povo”, lançado no mês passado, motivou a homenagem da Assembleia Legislativa em atendimento ao requerimento do deputado WALDEMAR BORGES (PSB).

fernanda tavareswaldemarA jornalista, blogueira e escritora Fernanda Tavares nasceu na Serra das Craibas, em Gravatá, filha dos agricultores Fernando Inocêncio e de Ana Maria, sempre foi muito ligada a história de sua cidade e, com a conclusão do Curso de Jornalismo, resolveu fazer seu Trabalho de Conclusão do Curso (TCC) na Universidade, apresentando um livro reportagem sobre os 119 anos de história da Banda XV de Novembro.

A homenagem encaminhada e aprovada no plenário de Assembleia Legislativa pelo deputado Waldemar Borges só enche de orgulho a jovem escritoras e a população de Gravatá.

 

Governo tomba acervo pessoal do ex-governador Miguel Arraes

Ao todo serão tombados 270 mil itens, entre eles cartas, vídeos em VHS, CD’s,  DVD’s, fotografias, discursos, teses e monografias

miguel arraesO Governo de Pernambuco, através da Secretaria de Cultura, inicia, na próxima segunda-feira (16), às 8h, o processo de tombamento do acervo particular do ex-governador Miguel Arraes.

A cerimônia que oficializa o processo contará com as presenças do governador Eduardo Campos, do secretário de Cultura, Marcelo Canuto, do secretário da Casa Civil, Tadeu Alencar, entre outras autoridades e familiares.

A solenidade ocorrerá no Instituto Miguel Arraes, na Rua do Chacon, Poça da Panela, onde o ex-governador residia.

Com 270 mil itens, entre livros, cartas, discursos, recortes de jornais, fotografias do acervo particular, imagens em VHS, DVD’s, projetos, teses e monografias, o acervo começou a ser formado a partir da década de 1930, quando o ex-governador Miguel Arraes ingressou no serviço público e passou a arquivar uma infinidade de documentos, entre eles, 3,5 mil cartas recebidas e enviadas a familiares, líderes políticos, religiosos e intelectuais, a exemplo de Luís Carlos Prestes, Fidel Castro, João Goulart e o Papa João Paulo VI, Caetano Veloso, Geraldo Vandré e Carlos Drummond de Andrade, todas escritas durante o exílio, que perdurou por 14 anos, entre 1965 e 1979.

Do período em que passou exilado na Argélia e na França, o acervo conta com aproximadamente 86 mil itens guardados durante anos em Paris e repatriado há dez anos. Esses documentos são inéditos e contêm detalhes históricos de um período pouco documentado, incluindo pontos de vista dos perseguidos pelo Regime Militar.

Chamam a atenção no acervo cerca de mil discos de vinil, 200 CDs e aproximadamente cinco mil horas de gravações em DVDs e VHs. Além de obras de arte ofertadas por artistas e líderes ao ex-governador, assinadas por Cícero Dias, Abelardo Da Hora, Guita Charifker, José Cláudio, além do seu filho, Maurício Arraes. O Instituto Miguel Arraes também guarda presentes recebidos por líderes mundiais, tais como Fidel Castro, Salvador Allende e Óscar Monteiro.

 

 

 

Um amor que o tempo não apagou… (Parte I)

Para quem gosta de recordar com a professora DILSA MARIA FARIAS LOPES

dilsa foto 1Durante várias décadas o que alegrava a criançada e juventude gravataense, sem dúvida, eram as escolas. A Escola significava, além da aprendizagem, a grande oportunidade de conviver diariamente com os colegas, fazer amizades, surgir os primeiros flertes e quiçá, o primeiro amor…

Nem todas as crianças iam para a Escola no tempo certo. Alguns aprendiam a ler em casa mesmo, quando não tinham a chance desse convívio. Foi o caso do Robertinho, que felizmente tinha os pais alfabetizados. Menino bonito de belos olhos azuis e apesar de seus 10 anos de vida já carregava consigo muitos sonhos. Foi justamente com essa idade que os pais puderam matriculá-lo em uma escola.

Saiu de casa emocionado,  numa linda manhã de outono, segurando a mão do pai e se dirigindo para o seu primeiro dia de convivência escolar. Isso aconteceu no início da década de 40 e a Escola era o Grupo Escolar Getúlio Vargas (hoje, José Primo de Oliveira).

Foi um dia de grandes emoções na vida do garoto. A emoção de sentar numa banca, abrir sua bolsa com o material escolar novinho, a professora cumprimentando a todos e ficar em pé para cantar aos brados, com a mão sobre o peito, o Hino Nacional!

Chega a hora do recreio, o encontro de estudantes seria bem maior! Crianças e adolescentes em grande número se dispersavam correndo pelo espaço oferecido. De repente alguém chama a atenção de Robertinho: uma linda menina de olhos azuis, cabelos loiros e cacheados, mas parecendo um anjo caído do céu. Ele fixa seu olhar na menina e se impressiona com tamanha beleza. Naquele momento, um sentimento novo corre pelas suas veias. Algo inusitado que jamais sentira.

A menina corre ao ouvir o som do chocalho anunciando o final do recreio, mas volta-se por uns instantes e ambos se entreolham sentindo a emoção de um sentimento novo desabrochando em seus corações.

Robertinho volta para casa extasiado com os recentes acontecimentos que mudaram sua vida e passa horas na cama sem conseguir dormir, revivendo todas as cenas vividas naquele dia.

A atração foi recíproca, a garota, também não conseguiu tirá-lo do pensamento. Tem início um romance que é alimentado apenas pela troca de olhares durante vários anos…

Chega a adolescência para ambos, até que um dia os dois se aproximam para concretizar através de um “sim”, a oficialização de um namoro.

Formaram um dos mais lindos casais de namorados em nossa cidade. E o romance se tornara cada dia mais consolidado através do primeiro beijo. Consideravam tudo que estava acontecendo a verdadeira felicidade e ambos sorriam felizes pela intensidade do sentimento que os unia: um grande e verdadeiro AMOR!

(Na próxima semana, a continuação dessa história de amor)

 

GRAVATÁ, A HISTÓRIA DE UM POVO EM FOTOS E RECORDAÇÕES…

Produção, acervo, pesquisa e edição de textos e fotografias da professora DILSA MARIA FARIAS LOPES

 

Di dil 15dezAUma das fotos mais antigas de alunos do Grupo Escolar José Primo ( na época, Getúlio Vargas). Foto tirada no ano de 1940

 

Di dil 15dezB

 

 

Falar no JP e não falar naquela que se dedicou a essa memorável Escola com grande galhardia, é impossível: AMENAYDE FARIAS!  Acompanhada de grandes vultos de uma grande plêiade de nossa cidade: Alberto Frederico Lins, Antônio Farias…  Foto tirada nas dependências da referida Escola.

Di dil 15dezCDi dil 15dezD.

.

.

Mais uma bela foto de alunos do José Primo, já na década de 60.

 

 

 

 

 

 

 

 ..

.

.

.

Essa foto é de um desfile escolar do Jardim da Infância Maria Auxiliadora Farias, criado no Grupo Escolar  José Primo, já na década de 70.

Entrevista falando de JESUS CRISTO, na Rádio Gravatá FM repercute positivamente.

Opinião da professora e advogada NICÉA LIMA

NICEA NOVA FOTOO programa Primeira Página hoje foi imperdível.

Bem conduzida pelo Jornalista Cláudio Castanha a entrevista com Padre e Pastores teve como tema central a figura de Jesus, numa pergunta bem sugestiva “Jesus, quem é esse homem de quem todos falam”?

Para a pergunta inteligente, respostas contundentes, conclusivas, afirmativas de todos os participantes, numa certeza de que àquelas pessoas foram convidadas porque eram competentes para debater um tema de tamanha importância.

As religiões podem ser várias, mas só há um Deus verdadeiro e que se fez homem e habitou ente nós. Jesus nasceu e estamos comemorando a sua data, cada um ao seu modo, é bem verdade, mas ninguém nega a sua existência.

Preparemos pois os nossos corações para as festividades do Natal começando pela parte espiritual. Fortalecendo o espírito o corpo se tornará forte.

Parabéns Castanha pela iniciativa e obrigada ao Padre e aos Pastores que nos proporcionaram essa aula de Teologia que será adicionada aos nossos parcos conhecimentos.

FELIZ NATAL!

Nicéa Lima

(Texto reproduzido do facebook de Nicé Lima)

A entrevista ecumênica sobre JESUS da Rádio Gravatá-FM repercute

Opinião de Giovanni Baroni, e o Natal na Área Verde

GIOVANNI BARONI

GIOVANNI BARONI

Quero parabenizar a iniciativa do jornalista Claudio Castanha por ter oferecido aos ouvintes da Radio FM Gravatá um momento verdadeiramente ecumênico por ter entrevistado representantes de varias igrejas cristãs da nossa cidade para debater sobre a figura histórica e atual de Jesus. No inicio do mês tinha auspicado este momento em um pequeno texto publicado neste espaço.

Quero dizer a minha alegria pela participação tão significativa de pastores e padres que puderam expressar cada um a sua maneira o verdadeiro significado da mensagem de Jesus: a Boa Nova (Evangelho).

Aproveito para deixar aqui uma minha preocupação, que vem me acompanhando desde quando conheci Dom Helder Câmara: A Paz è filha da Justiça.

Considero as bem-aventuranças o discurso mais revolucionário de Jesus: por isso que o Natal celebrado na Área Verde como  Padre João mencionou, tem significado se,  nestes trilhos de trem abandonados, a miséria e a pobreza  sejam transformadas em ações estruturadoras que acabem este sofrimento.

Sugiro um belíssimo debate: “Fé e Politica”.

Bom Natal a todos.

Giovanni Baroni – São Severino – Gravatá- Natal 2013

JESUS! Quem é esse homem!

LOGOMARCA PRIMEIRA PAGINA  corel(1)

Assista o programa Primeira Página na Rádio Gravatá FM. Começa às 12hs. Certamente, Jesus vai estar presente

Jesus o Cristo

Vamos debater a história de Jesus.

Vamos conversar com Jesus no programa Primeira Página da Rádio Gravatá FM, num debate coordenado pelo jornalista e blogueiro Claudio Castanha.

No debate, o padre João Paulo da Igreja Católica. O Pastor Genivaldo Junior da Igreja Batista do Redentor. O Pastor Davi Haese da Igreja Luterana de Gravatá. O ministro Fábio Correia (no lugar do Pastor  Maurício Coelho) da Igreja Anglicana e Marcos Arruda da Comunidade Espírita de Gravatá.

O programa Primeira Página da Gravatá FM e o Blogdocastanha tem uma parceria que leva ao ar todos os sábados das 12hs às 14hs pela Rádio Gravatá FM, as entrevistas com o microfone “Metralhadora Giratória” com o jornalista e blogueiro Claudio Castanha, numa parceria com o diretor Gilson Machado Neto.

O programa tem como âncoras Bosco Silva e Simone Cristina, a produção de Marcia Daniela e direção geral de Gilson Machado Neto.

 

16hs________________NOTA DO EDITOR

O programa foi um sucesso. Nunca tantos falaram tanto em Jesus Cristo como no dia de hoje. Lamentamos apenas a ausência do Pastor Genivaldo Junior da Igreja Batista do Redentor

 

Quem é esse homem chamado JESUS CRISTO, que está aniversariando este mês? Voce vai ficar sabendo no “Metralhadora Giratória”, da Rádio Gravatá FM, neste sábado das 12hs às 14 hs.

LOGOMARCA PRIMEIRA PAGINA  corel(1)Vamos debater a história de Jesus. Vamos conversar com Jesus no programa Primeira Página da Rádio Gravatá FM, num debate coordenado pelo jornalista e blogueiro Claudio Castanha.

No debate, o padre João Paulo da Igreja Católica. O Pastor Genivaldo Junior da Igreja Batista do Redentor. O Pastor Davi Castro da Igreja Internacional da Graça de Deus. O Pastor  Maurício Coelho da Igreja Anglicana e Marcos Arruda da Comunidade Espírita de Gravatá.

jesusJesus Cristo é a figura mais importante da história da humanidade, com mais de dois bilhões de seguidores em um total de 2.000 anos depois de sua morte, Jesus possui um sucesso histórico surpreendente.

Praticamente todos os estudiosos académicos contemporâneos concordam que Jesus Cristo existiu na história. Estudos e pesquisas histórias ao longo do tempo de nossa civilização concordam que Jesus foi um pregador Judeu da Galileia, foi batizado por João Batista e crucificado por ordem do governador Romano Pôncio Pilatos

A grande maioria dos cristãos venera Jesus enquanto a encarnação de Deus, o Filho, a segunda de três pessoas na Santíssima Trindade.

Os evangelhos oferecem diversas pistas no que diz respeito ao ano de nascimento de Jesus. Ao comparar os relatos do evangelho com dados históricos e usando vários outros métodos, a maior parte dos académicos determina a data de nascimento de Jesus.

E para a maioria dos Cristãos, Jesus continua aqui na terra. No semblante de um trabalhador. Na fisionomia de pessoas comuns que andam pelas ruas, pelos bairros da cidade, pelos sítios da Zona Rural. Jesus aparece juntos dos enfermos, das pessoas que sofrem, nos grupos de oração.

Jesus está principalmente na fé das pessoas. Como um irmão, como um companheiro silencioso, um pai, um amigo, um exemplo e principalmente uma esperança.

 

_______nota do editor

O programa Primeira Página da Gravatá FM e o Blogdocastanha tem uma parceria que leva ao ar todos os sábados das 12hs às 14hs pela Rádio Gravatá FM, as entrevistas com o microfone “Metralhadora Giratória” com o jornalista e blogueiro Claudio Castanha. O programa tem como âncoras Bosco Silva e Simone Cristina, a produção de Marcia Daniela e direção geral de Gilson Machado Neto.

 

Os mais legitimos filhos de Gravatá. Nascidos em partos realizados aqui na “Terrinha”

filhos de Gravatá

Uma nova realidade em Gravatá. Antigamente os partos eram realizados nas cidades de Vitória de Santo Antão, Caruaru, Bezerros e Recife. Simplesmente a cidade não tinha condições de atender sequer uma parturiente.

filhos de Gravatá 2Esta semana, a secretária de Assistência Social e primeira Dama do Município, Paula Martiniano, reuniu para uma grande confraternização na sede da AABB-Gravatá, dezenas de mães com os seus bebês do programa “Mãe Gestante” gerido pela Prefeitura através dos CRAS (Centro de Referência da Assistência Social).

Nesse ano de 2013, mais de 90 mães gestantes foram acompanhadas pelo Programa. A confraternização reuniu cerca de 50 mamães com seus bebês.

Um fato comum, não fosse a confirmação de uma grande realidade. A maioria dos bebês nasceram aqui mesmo em Gravatá, no bloco cirúrgico do Hospital Dr. Paulo da Veiga Pessoa.

Até o ano passado, a grande maioria das crianças gravataenses nasciam nas maternidades de Vitória de Santo Antão, Caruaru, Bezerros e Recife. Hoje, as familias têm o orgulho de ter seus filhos genuinamente gravataenses, nascidos aqui na terrinha.