120 anos da Estação Ferroviária de Gravatá

Uma contribuição do leitor Eric Romenig

Estação Ferroviária  Estação do ArtesãoHá cerca de 120 anos Gravatá recebia o desenvolvimento através de trilhos, em 04 de janeiro de 1894 foi inaugurada a Estação Ferroviária de Gravatá.

A linha férrea em Pernambuco teve um papel primordial na ampliação da economia, política, crescimento populacional e disseminação da cultural na região.

Pouco tempo após conquistar sua emancipação Gravatá recebia da empresa Great Western o caminho que mudaria totalmente sua trajetória no cenário do estado e nacional, desde já entrava para História, estava recebendo a tecnologia Inglesa de transporte que se encontrava em ascensão na Europa, América do Norte e começando a ganhar espaço no Brasil.

A linha férrea começou sua expansão ao interior do estado especificamente para região do agreste em 1881, o ponto referencial era a capital pernambucana onde ficava a sede da empresa Inglesa, o trajeto que ligava Recife ao município de Bonança foi inaugurando em 1885, que foi considerado como primeiro trecho do projeto. Um ano depois passava pela cidade de Vitória e chegaria a Pombos.

No  ano de 1887 chegava a Russinhas que nesse período era considerado território do município de Vitória de Santo Antão.

Por incrível que pareça os trilhos do desenvolvimento só chegaria a Gravatá em 1894, foram sete anos para solucionar as adversidades do trajeto de Russinhas para Gravatá, as principais causas era a dificuldade de acesso, Gravatá é rodeada pelo Planalto da Borborema com serras de altitudes elevadíssimas compostas por rocha sólida assim havendo a necessidade de perfurar vários túneis, construção de viadutos e pontilhões de ferro.

Em consequência da dificuldade exposta à empresa responsável pelo projeto contratou o geólogo norte-americano John Casper Branner, foi responsável por estudos das rochas da localidade, assim orientando os melhores  percursos para obra. Um dos mais importantes personagens desse projeto no estado pernambucano não era inglês nem tão pouco norte-americano, mas sim, um brasileiro responsável pelo projeto de tal envergadura, o engenheiro Eugênio de Melo que ficou ao seu cargo toda a responsabilidade de projetar a estrada, túneis, pontilhões e viadutos.

Graças a Great Western, Eugênio de Melo, John C. Branner e todos os trabalhadores com seus esforços, coragem e dedicação ariscaram suas vidas para trazerem os trilhos que mudariam beneficamente a vida das pessoas, economicamente, socialmente, politicamente, culturalmente dos que residiam nesse período e os que atualmente residem.

Atualmente desativada a Rede Ferroviária Federal S.A. (RFFSA), carrega uma carga grandiosa de significado histórico, patrimonial e cultural nessa cidade importantíssima no cenário estadual, nacional e internacional.

 

*  Eric Romenig, graduando do curso de Licenciatura em História da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). (E-mail: ericromenig1987@hotmail.com)

_____________________________________

Fontes de Consultas –  http://www.estacoesferroviarias.com.br/efcp_pe/gravata.htm – http://www.fundarpe.pe.gov.br/a-estrada-de-ferro-recifegravata/ – http://basilio.fundaj.gov.br/pesquisaescolar../index.php? option=com_content&view=article&id=268:great-western&catid=42:letra-g

 

Um recado do leitor JOSIVALDO RODRIGUES, do Canadá, para a professora DILSA FARIAS, de Gravatá

 Protesto Literário

Dilsa e Josivaldo

dilsa foto 1 RODRIGUESLembro que foi num Domingo há 3 anos e 7 meses que, de surpresa, eu reencontrei uma pessoa que fez parte da minha formação estudantil nos anos 70 no antigo CERU… Dilsa Maria Farias Lopes!

Foi com grata satisfação que comecei a acompanhar as suas colunas dominicais aqui no Blog do Castanha. Algumas vezes, eu lia a coluna ainda na madrugada do Domingo, talvez antes do que qualquer outro leitor, porque os artigos são verdadeiros e realmente nos remotam a uma Gravatá que eu vivi e que não volta mais.

Estava recentemente em Montreal, quando fui comunicado pela Dilsa sobre o encerramento da sua coluna. Fiquei surpreso, claro, e ao mesmo tempo enfatizei  uma idéia que eu já havia apresentado a mesma, que trata exatamente da publicação de um livro com todos os seus artigos outrora publicados aqui.

Como eu falei à Dilsa, Gravatá merece uma obra desse valor! Trata-se de uma obra literária recheada de histórias reais que certamente ficarão perpetuadas, não só na memória do povo, mas também nos anais da História de Gravatá em forma de livro.

Eu sempre fui a favor desse projeto e acho que ele tem que ser incentivado pelos vários setores da cidade, como: Prefeitura, Câmara de Vereadores, Secretaria de Cultura, Setor Privado e principalmente pela Mídia.

Respeitosamente, eu reinvidico ao Senhor Prefeito Bruno Martiniano que dê o apoio necessário para a publicação do tal livro. Não só o apoio financeiro, mas também o incentivo moral para que possamos ter essa obra publicada. Acredito veementemente que seria uma oportunidade única de deixarmos escrito para as futuras gerações um pouco da História do nosso Povo. Caso contrário, seria uma grande perda para a nossa Cultura.

Farei questão de estar presente na cerimônia de lançamento, a qual espero ser para breve!

Obrigado,

Josivaldo Rodrigues
Toronto – Canadá

 

Novenário marca preparação da Festa de Reis com a participação da sociedade na Igreja Matriz de Sant’Ana

reis

Iniciativa vai envolver diferentes segmentos da sociedade serão convidados a rezar e receber bençãos

00 natal 93Neste ano a Paróquia de Sant’Ana, em Gravatá, vai realizar um novenário de preparação para o dia da Festa de Reis que vai acontecer no dia 12 de janeiro, com a Solene Concelebração Eucarística e Procissão, saindo as 16h, em frente a Igreja Matriz de Sant’Ana.

Serão nove noites de celebração, sempre as 19h, que começa nesta sexta-feira ( 03) e vai até 11 de janeiro com momentos de oração, louvor e adoração na Igreja Matriz.

A temática do novenário é Celebrar  Nossa Terra e Nossa Gente, que pela primeira vez a cada noite vai contemplar diferentes segmentos da sociedade serão convidados a rezar e terão os objetos de piedade abençoados(artistas, funcionários públicos, comerciantes, empresários da rede de hotéis, taxistas, educadores, alunos, agricultores).

Os funcionários públicos terão a sua noite no sábado (4) a partir da 19:30, na Matriz de Sant’Ana com a acolhida dos Guardas Municipais e a participação dos funcionários na leitura da Liturgia da Palavra e no outros ritos.

Confira a Programação completa da Festa de Reis 2014 “Celebrando nossa terra, nossa gente” que acontece de 03 a 12 de janeiro.

  • Dia 03  –   Noite da arte, da cultura e do artesanato – Benção das flores –  Responsáveis Teresinha Ribeiro e Fátima
  •  Dia 04 –  Noite do funcionalismo público – Benção dos objetos de piedade –  Responsável : Gildo
  •  Dia 05 –  Noite dos comerciantes, comerciários, trabalhadores – Benção das carteiras de trabalho –  Responsáveis: Jailson e Neide
  • Dia 06 –  Noite do Turismo: hotéis, pousadas, operadores – Benção das casas –  Responsáveis : Marconi e Wilson
  •  Dia 07 –  Táxis, mototaxistas e motoristas – Benção dos carros –  Responsáveis.: Otair e Clóvis
  • Dia 08 –  Noite da educação: professores, alunos e gestores – Benção das crianças e jovens –  Responsáveis.: Maía, Jane e Gilda
  • Dia 09 –  Dia da Terra: agricultores, trabalhadores rurais e feirantes – Benção da água –  Responsável: Zé Mário
  • Dia 10 –  Noite da saúde: hospitais, farmácias, médicos, agentes de saúde – Benção da saúde –  Responsável: Teresinha Carvalho
  • Dia 11 –  Noite da Família – Benção das famílias –  Responsável: Gildo

DIA 12 –  FESTA DE REIS DE GRAVATÁ

10h. Solene Concelebração Eucarística na Matriz de Sant’Ana

 16h. Procissão (saindo da Igreja Matriz)

Logo após, Celebração da Eucaristia

Nos dias 10, 11 e 12 quermesse na Praça da Matriz

 

Permitida venda de maconha “com receita médica” no estado do Colorado, nos Estados Unidos

MACONHA

Maconha em uso recreativo, para curtir e ficar doidão, em doses para nada mais do que alterar o seu estado mental e de humor dos pacientes.

Proprietários das primeiras lojas de maconha licenciadas para vender a droga para uso recreativo no Estado do Colorado, nos Estados Unidos, se ocupavam em preparar os cigarros e estocar a erva antes do início das vendas nesta quarta-feira, evento que marca um novo capítulo na cultura norte-americana relacionada a drogas.

Treze antigos dispensários médicos de maconha, liberados pelas autoridades para vender a droga para consumidores interessados em nada mais do que alterar o seu estado mental e de humor, devem começar a receber os clientes no início da manhã desta quarta-feira.

Ao iniciarem as suas atividades, eles estarão lançando um mercado de maconha sem precedentes, que as autoridades de Colorado esperam que gere 578 milhões de dólares por ano, incluindo 67 milhões em tributos para o Estado.

A posse, o plantio e o consumo recreativo privado e pessoal de maconha para adultos é legal no Colorado há mais de um ano, depois da aprovação num referendo.

No entanto, a partir do primeiro dia de 2014, a maconha será produzida e vendida ao público legalmente e recolherá impostos num sistema semelhante ao que muitos Estados dos EUA implementam para a venda de álcool, mas que nunca foi aplicado em nenhum lugar do mundo para a erva.

Nota do Editor__________________

Se essa moda pega no Brasil o pessoal que planta maconha nas margens do São Francisco pode criar um perímetro irrigado, conseguir financiamentos oficiais e até exportar a droga para a terra do “Tio San”

Quem sai perdendo são os traficantes que vão perder grandes “negócios”.

2014. Um ano político, de Copa do Mundo e de muitos feriados. Vai ser uma curtição !

Nos primeiros dias de Janeiro, a cidade aguada um depoimento do prefeito Bruno Martiniano. Reforma no secretariado? … é o que se fala na cidade.

11(3)O prefeito Bruno Martiniano não se cansa de dizer que 2014 será um ano diferente, de muito trabalho. “2014 será o ano da colheita das coisas boas para nossa Cidade”, afirmou o prefeito.

Nos últimos dias de 2013, conversas de bastidores revelaram que o prefeito iria anunciar uma reforma no seu secretariado e nos cargos de confiança logo no inicio de 2014.

A expectativa na cidade é grande.

FELIZ ANO NOVO. 2014 UM ANO DE ESPERANÇAS.

castanhaNO PRÓXIMO ANO TEM MAIS BLOG DO CASTANHA.

 

Estaremos sempre juntos. A cada segundo, a cada minuto, a cada hora, durante o dia, todos os dias, nas madrugadas, a cada semana, todos os meses de 2014, sempre juntos e linkados:  O BLOG do CASTANHA e VOCÊ.

O ano novo de muita saúde, paz, harmonia, sorte  … e muito mais!

 

A sorveteria ALVORADA, desde 1967 no Centro de Gravatá não existe mais. Vai ser uma sanduicheria Fast Food de Griffe

alvorada fechada

Mais uma tradição que Gravatá perde para o progresso. Depois de 25 anos dirigida pelo amigo Cuica, a Alvorada fechou as portas ontem, quase deserta e em tom de muita melancolia.

Alvorada fechada

alvorada antesA Sorveteria Alvorada durou quase 50 anos bem ali, naquela esquina em frente a Igreja da Matriz, reunindo intelectuais e cientistas políticos em volta de um cafezinho ou de cerveja gelada. Gerações e gerações, famílias inteiras de gravataenses frequentaram a Sorveteria Alvorada para tomar sorvete, lanchar e ultimamente para o almoço servido no Self Service.

Muitos rumos da política de Gravatá nas últimas cinco décadas tiveram suas sementes jogadas alí, nas conversas de amigos, nos ardorosos debates políticos e ideológicos e até nos boatos intencionalmente inseridos nas correntes de opinião público por estragístas, que logo se firmavam no sentimento popular.

 

como vai ficar

Bebelu lojaA Sorveteria Alvorada agora vai ser uma moderna sanduicheria, com grandes ofertas de “baurus”, “chesburgs”, “americanos”, “chesbacon”, “batatinhas fritas” a preços populares e terá a marca da franquia cearense Bebelu, com mais de 62 lojas espalhas pelo Brasil nos principais corredores comerciais e em grandes shoppings das capitais do Nordeste, além de São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Tocantins, Goiás e Brasilia, totalizando 16 estados.

bebelu-sanduichesBebeluBebelu tornou-se especialista na criação de sanduíches diferenciados. A combinação de sabores e temperos faz de uma simples refeição um momento único de intenso prazer.

Foi a primeira empresa de fast food a fazer sanduíches em pão árabe e especialistas em misturar sabores salgados e doces. Um deles, deliciosos lanches de abacaxi com filet mignon ou frutas cristalizadas com frango são irresistíveis.

Bebelu em suas campanhas, diz que prima pela rapidez e a qualidade dos produtos. Agora, acaba de chegar em Gravatá.

A inauguração da nova loja deve acontecer no mês de março de 2014.

 

Em Gravatá AGORA, pode se construir prédios de até 10 andares, desde que rodeados de área verde exuberante e afastados do centro urbano

predio 3

A Câmara Municipal, reunida na noite de ontem, aprovou por 10 X 2, o projeto Lei 043, do Executivo que cria a Zona de Urbanização ZU2A, situada na porção Norte da BR-232

(As fotos são ilustrativas, não refletem a realidade de Gravatá neste momento, são de domínio público capturadas da Internet)
 

predio  * Reunida na noite de ontem, a Câmara Municipal de Gravatá aprovou em segunda votação, em caráter de urgência, o projeto de lei encaminhado pelo prefeito Bruno Martiniano, que cria a Zona de Urbanização – ZU2A, que fica situada na porção Norte da Rodovia 232. Ou seja, do lado direito, no chamado Agreste – de quem vem do Recife seguindo para Caruaru.

  * Os 10 vereadores da base governista votaram à favor: Pedro Martiniano, Léo Giestosa, Régis da Compesa, Elson Campos,. Angélica de Ademir, Ana de Jaci, Gilmário de Uruçu, Nino da Gaiola, João Paulo Lemos e Neto da Banca. Os vereadores de oposição Luiz Prequé e Léo do Ar votaram contra. Os vereadores Dona Sonia, Junior de Paulo e Junior de Obras faltaram à reunião.

  * O projeto de lei do executivo 043/2013, altera as leis nº 3401 de 2006 e as leis 3420 e 3429 de 2007  e ainda cria a Zona de Urbanização ZU 2 A..

* Nessas ZU2A – que ficam de certa forma afastadas do centro urbano da cidade – podem ser construídos condomínios tanto horizontalizados em formas de lotes urbanizados ou verticalizados em edificações de até 10 andares, desde que obedecidas as normas do código de obras e atenda as rígidas exigências da lei municipal que regula este tipo de negócio.

* A nova medida anima empresários e investidores do mercado imobiliário que já tem projetos prontos para serem submetidos a apreciação da Prefeitura. Seria uma nova Gravatá de imóveis verticalizados.

  * Quem quiser saber mais detalhes na nova lei que cria a Zona Urbana ZU2A, pode procurar a Prefeitura de Gravatá para maiores informações.